Poupança até mês de novembro bate recorde e  supera ano 2012

Poupança até mês de novembro bate recorde e supera ano 2012

O ingresso líquido de recursos nos 11 primeiros meses do ano soma R$ 59,845 bilhões.

A diferença entre aplicações e resgates na poupança ?a chamada captação líquida?foi de R$ 6,386 bilhões no mês passado, desempenho recorde para meses de novembro, de acordo com a série histórica do Banco Central, iniciada em 1995.

O ingresso líquido de recursos nos 11 primeiros meses do ano soma R$ 59,845 bilhões. Com isso, a captação líquida de janeiro a novembro de 2013 supera o montante registrado nos 12 meses de 2012. No ano passado inteiro, a captação líquida da poupança havia sido recorde para a série, iniciada em 1995, e marcara um total de R$ 49,72 bilhões.

Conforme dados apresentados pela autoridade monetária, no mês passado, os depósitos em caderneta de poupança somaram R$ 120,827 bilhões, enquanto as retiradas foram de R$ 114,441 bilhões.

O saldo total da aplicação ficou em R$ 583,729 bilhões.

O bom desempenho da aplicação mais tradicional do país ocorre em meio a um ciclo de aperto monetário para o controle da inflação.

Na semana passada, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC subiu a taxa básica de juros (Selic) em 0,5 ponto percentual, levando os juros básicos para 10% ao ano.

Na ata da reunião do comitê divulgada nesta quinta-feira, a autoridade monetária não deu sinais explícitos sobre o ritmo de contratação.

Ao mesmo tempo em que repetiu ser "apropriada" a manutenção do ritmo de ajuste monetário em curso, o BC ponderou, na ata, que a transmissão dos efeitos da política monetária "ocorre com defasagens", indicando que pode reduzir seu ritmo de aperto da Selic.

Fonte: UOL