Poupança pode voltar a render mais com alta da taxa de juros e Selic

Copom deve manter a dosagem, elevando a Selic para 9%, com possibilidade de mais aumentos também nos encontros agendados

Caso o Banco Central decida subir a taxa básica de juros (Selic), nesta quarta-feira (28), a poupança poderá voltar a render mais (0,5% ao mês mais TR, ou 6,17% ao ano mais TR). Atualmente, com os juros em 8,5%, o rendimento da poupança é de 5,95% ao ano.

Pela nova regra, adotada no ano passado, o rendimento da poupança varia conforme a Selic, sempre que os juros estiverem em 8,5% ou menos ao ano.

Nas últimas duas reuniões, os membros do Copom decidiram subir a taxa de juros em 0,5 ponto percentual, em linha com as expectativas de analistas financeiros consultados pelo BC.

De acordo com as expectativas da maioria dos analistas, nesta reunião o Copom deve manter a dosagem, elevando a Selic para 9%, com possibilidade de mais aumentos também nos encontros agendados para outubro e novembro.

O rendimento da nova poupança passou a variar conforme a Selic. Com juros baixos, a poupança rende menos porque, pelas novas regras, determinadas em maio de 2012, o rendimento fica menor sempre que a Selic estiver em 8,5% ou menos ao ano.

O governo fez isso para desestimular que grandes investidores migrassem para a poupança, diante da menor rentabilidade de outras aplicações movidas a juros.

Antes das mudanças, o ganho da poupança era de 6,17% ao ano, mais a TR, em qualquer situação.

Pelas novas regras da poupança, sempre que a Selic ficar em 8,5% anuais ou menos, muda o rendimento dos depósitos feitos a partir de 4 de maio de 2012.

A mudança vale para poupanças que já existiam e para as que foram abertas a partir de 4 de maio de 2012. O dinheiro que já estava nas poupanças antigas continua rendendo conforme as regras anteriores.

O que muda para essas contas antigas são os novos depósitos. Estes entram na regra nova.

Com os juros em 8,5% ou menos ao ano, a "nova" poupança rende 70% da Selic, mais a TR (Taxa Referencial). Para os depósitos feitos antes de 3 de maio de 2012, nada muda. Nesse caso, o rendimento continua sendo o antigo, de 0,5% ao mês (ou 6,17% ao ano), mais a variação da TR.

Os bancos têm de informar o rendimento da poupança em blocos diferentes no extrato. Um dos blocos informa o rendimento dos depósitos feitos até 3 de maio de 2012. Os outros trazem o rendimento dos depósitos feitos depois de 4 de maio de 2012.

Para calcular quanto vai ganhar, o poupador deve sempre considerar a Selic vigente no dia em que ele efetuou o depósito.

Fonte: UOL