Poupança tem a maior entrada de recursos desde dezembro de 2007

Segundo BC, R$ 6,67 bilhões ingressaram na poupança em julho

 A caderneta de poupança registrou o ingresso (diferença entre depósitos e retiradas) de R$ 6,67 bilhões em julho deste ano, o maior resultado desde dezembro de 2007, quando houve a entrada de R$ 9,13 bilhões na modalidade de investimentos, segundo números divulgados nesta quinta-feira (6) pelo Banco Central (BC).

Trata-se também, segundo dados do BC, da maior entrada de recursos na mais tradicional modalidade de investimentos do país para julho. Excluídos os meses de dezembro, quando há o pagamento do 13º salário - o que costuma inflar a captação da poupança - é o maior valor desde 1995, quando tem início a série histórica mensal disponibilizada pelo BC.

Cenário de queda de juros

O Banco Central informou ainda que este é o terceiro mês de ingresso líquido de recursos na caderneta de poupança. Em junho deste ano, R$ 2,08 bilhões foram captados e, em maio, outros R$ 1,88 bilhão ingressaram na modalidade. O retorno dos investidores à caderneta de poupança acontece na esteira do processo de queda dos juros básicos da economia. No fim do ano passado, a taxa Selic, definida pelo BC, estava em 13,75% ao ano.

Após cinco quedas, fechou julho em 8,75% ao ano, um corte de cinco pontos percentuais em 2009. Na poupança, cuja correção é determinada pela variação da taxa referencial (TR) mais 0,5% ao mês, não é cobrada taxa de administração e nem Imposto de Renda (IR). Com isso, vem aumentando sua atratividade frente aos fundos de renda fixa oferecidos pelas instituições financeiras.

Fonte: g1, www.g1.com.br