Poupança tem captação líquida de R$ 4 bi e bate recorde no ano

As cadernetas de poupança registraram depósitos de R$ 101,337 bilhões no mês de novembro

As cadernetas de poupança tiveram captação líquida positiva de R$ 4,016 bilhões em novembro, segundo dados apresentados pelo Banco Central nesta segunda-feira. No acumulado do ano, a poupança registra uma captação líquida recorde de R$ 32,3 bilhões, maior valor obtivo entre os meses de janeiro e novembro na série histórica iniciada em 1995. No entanto, o número alcançado no mês passado é 10,14% menor se comparado com novembro de 2009.

Segundo levantamento disponibilizado pelo BC, R$ 3,88 bilhões da modalidade de investimentos dos pouco mais de R$ 4 bilhões captados em novembro foram captados no último dia útil do mês, data que coincide com o vencimento para o pagamento da primeira parcela do 13º salário aos trabalhadores.

Apesar do saldo positivo da poupança provocado pelo pegamento da primeira parcela do 13° salário, o mês de novembro ficou com o quarto melhor resultado em todo ano, ficando atrás dos meses de julho, setembro e junho.

As cadernetas de poupança registraram depósitos de R$ 101,337 bilhões no mês de novembro, enquanto as retiradas somaram R$ 97,321 bilhões. Os números mostram que a poupança tradicional contabiliza captações líquidas há 19 meses.

Os rendimentos creditados sobre o estoque de cadernetas de poupança somaram R$ 1,897 bilhão no mês passado. Isso, somado à captação líquida, elevou o total de depósitos para R$ 370,514 bilhões - R$ 293,560 bilhões no Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e R$ 76,951 bilhões na Poupança Rural. Tem ainda um residual de R$ 3,196 milhões de poupança vinculada, que não existe mais.

Fonte: Terra, www.terra.com.br