Preço do leite ao produtor recua 1,23% em plena entressafra

Em julho, os preços recuaram em alguns dos Estados que compõem a média geral

A entressafra está na sua fase final, mas o preço do leite pago ao produtor recuou pelo terceiro mês consecutivo na média nacional. Ele foi de R$ 0,80 por litro, agora, em julho (referente à produção entregue em junho), R$ 0,81 em junho e R$ 0,82 em maio, conforme avaliação da Scot Consultoria. O comportamento considerado atípico para esta época do ano - quando a produção diminui por conta da menor oferta de pastagens - pode ser explicado pela menor margem de lucro reclamada há meses pelos laticínios, desaquecimento das vendas em função do período de férias e por um aumento na captação durante este mês nos Estados do Sul, em razão da disponibilidade de pastagens de inverno para o rebanho.

Enquanto os preços pagos pelo leite aos produtores recuaram em quase todas as regiões pesquisadas pela Scot, os custos de produção registraram alta de 1,4% em relação a junho, impulsionados pelo encarecimento do farelo de soja e do milho.

Em julho, os preços recuaram em alguns dos Estados que compõem a média geral - a maior delas foi verificada em Goiás, que registrou um índice negativo de 4,74%, passando para R$ 0,80 o preço do litro de leite pago ao produtor. Em Minas Gerais, o preço caiu 1,7%, com média de R$ 0,82 por litro. Em São Paulo, a baixa foi de 1,35%, com média de R$ 0,87 por litro.

No Espírito Santo, o preço médio foi de R$ 0,83 por litro, queda de 3% frente a junho. No Rio de Janeiro, os valores recuaram 4,33% (R$ 0,86 por litro) e Mato Grosso do Sul, a queda foi de 0,45%, com média de R$ 0,74 por litro.

Na Bahia, houve aumento de 0,19%, com média de R$ 0,87 por litro. Já no Ceará, os preços foram de R$0,82 (alta de 2,10%). O Rio Grande do Sul, registrou uma ligeira alta de 0,39% (R$ 0,79), Santa Catarina com 1,56% ( R$ R$ 0,76), e no Paraná, a média de preços foi de R$ 0,79 por litro, alta de 0,38% entre junho e julho.

Fonte: Extra