Preços de TVs caem em até 60% durante Copa no varejo online

Preços de TVs caem em até 60% durante Copa no varejo online

O valor da TV de Plasma de 60 polegadas da LG Full HD 2 HDMI 60 PN6500 atingiu essa variação máxima, chegando a custar R$ 1.134.

Os preços de TVs tiveram queda de até 60% em lojas online no mês de junho, se comparado ao mês de maio, aponta uma análise feita pelo site de busca de preços e produtos Zoom.

O valor da TV de Plasma de 60 polegadas da LG Full HD 2 HDMI 60 PN6500 atingiu essa variação máxima, chegando a custar R$ 1.134. Antes do evento, era comprada por R$ 2.832. Neste mês, já passou a ser encontrada por R$ 2.727.

Outro aparelho que teve destaque de redução temporária foi a TV LED de 65 polegadas Smart TV LG Ultra HD (4K) 3D 3 HDMI, com variação negativa de 33,5% no período. O preço passou de R$ 15.047 em maio para R$ 9.999 durante a Copa. Atualmente, está valendo a partir de R$ 18.448.

O valor televisor da AOC de 24 polegadas Série 1440 Full HD 2 HDMI LE24D1440 teve queda de 32%. Em maio, o modelo custava R$ 719. Durante a Copa, podia ser encontrado por R$ 490, e em julho passou a valer R$ 530.

?A tendência é que, a partir de agora, surjam promoções que representam grandes oportunidades de compra para os consumidores. Mas, neste momento, os preços desses aparelhos ainda estão oscilando bastante?, afirma o diretor executivo do Zoom, Thiago Flores.

Número de buscas

A pesquisa do site apontou também um crescimento acima de 1.200% nas buscas por TV no período da Copa. Segundo a pesquisa, nos modelos da TV LED de 32 polegadas LG 3 HDMI 32 LP560 H foi possível verificar um crescimento de 1.246% nas buscas nos últimos trinta dias em relação a igual período imediatamente anterior.

Em segundo lugar entre os aparelhos que mais apareceram nas buscas está outra TV da fabricante sul-coreana, a TV LED de 32 polegadas LG 2 HDMI 32LY340C, com um aumento de 425%. E a terceira colocada nas buscas foi a TV LED de 40 polegadas da Semp Toshiba Full HD 3 HDMI LE 4058 F, com crescimento de 267%.

?Varejistas e fabricantes devem se reunir para definir juntos como queimar os estoques e o que não for vendido agora deverá ser liquidado em outras ocasiões, como a Black Friday?, diz o executivo do Zoom.

Fonte: Terra