Pregão traz economia de R$ 190 milhões ao Piauí

Somente entre janeiro e setembro deste ano foram R$ 54 milhões

O Sistema de Registro de Pre?os da Central de Licita?es do Estado do Piau? possibilitou uma economia para os cofres p?blicos do Estado superior a R$190 milh?es, desde que foi implantado em 2004. Somente entre janeiro e setembro deste ano foram R$ 54 milh?es, superando os R$ 51 milh?es economizados no ano de 2007.

O sistema do Piau?, o mais completo do pa?s, no in?cio era desacreditado pelos ?rg?os internos, mas hoje ? refer?ncia e tem sido procurado por v?rios Estados. De acordo com a coordenadora da Central de Licita?es,

Yonice Pimentel, a grande vantagem dos sistemas de preg?o ? com rela??o a pre?os. ?Essa economia retorna para o povo em trabalho, em vantagem, em investimentos de uma forma direta. E n?s temos condi?es

de olhar de perto e discutir pre?os. Afastamos um pouco as modalidades

convencionais. S? as usamos quando n?o podemos realizar o preg?o?, explica.

O preg?o foi implantado no Piau? em 2004, dois anos ap?s a legisla??o em vigor, e nesse primeiro ano a economia foi de R$ 16 milh?es. ?Em 2005, a economia foi de R$ 27 milh?es, em 2006 passamos para R$ 40 milh?es,

em 2007 foram R$ 51 milh?es. E at? setembro deste ano temos uma economia de R$ 54 milh?es que j? ultrapassa a do ano passado.

Esses s?o n?meros isolados referentes a cada ano?, explica Pimentel.

De acordo com Yonice Pimentel, o carro-chefe da CEL ? o preg?o sob a forma eletr?nica ou presencial. ?Tamb?m realizamos concorr?ncia,

tomada de pre?o, concurso ou leil?o, quando necess?rio. S?o modalidades

convencionais que s?o utilizadas de acordo com a necessidade. Usamos preg?o no caso de medicamentos, combust?vel, por exemplo.

Quando estamos diante de uma necessidade que requer an?lise t?cnica do bem, fazemos uma concorr?ncia, tomada de pre?o ou um convite conforme o caso, porque essas modalidades est?o atreladas a valores, e o preg?o n?o?, explica Pimentel.

Uma das metas da Coordenadoria da Central de Licita?es e do pr?prio Governo ? tornar os atos mais transparentes, da? a Central solicitar o acompanhamento dos ?rg?os de controle, como o Tribunal de Contas. A iniciativa favorece que o Estado trabalhe de forma mais eficiente. ?Sabemos que n?o ? finalidade deles fazer isso, mas estamos insistindo no

convite para que os procedimentos realizados pela Controladoria sejam isentos de qualquer suspeita.

Fonte: JMN