Presidente Lula diz que ministérios vão pagar a conta do reajuste dos aposentados

Presidente Lula diz que ministérios vão pagar a conta do reajuste dos aposentados

Presidente afirma que os cortes são para não deixar "sinal de irresponsabilidade"

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira (18) no Rio de Janeiro que condicionou nesta semana o aumento de 7,7% aos aposentados que ganham acima do mínimo (R$ 510) aos cortes no Orçamento nas emendas parlamentares. Lula participou nesta sexta da inauguração da ThyssenKrupp CSA Siderúrgica do Atlântico, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio.

- Esses dias vocês viram que eu sancionei a lei que deu aumento aos aposentados de 7,7%. Mas só sancionei porque o ministro da Fazenda e do Planejamento acertaram comigo de cortar o Orçamento equivalente ao que vai importar o custo do aumento do salário. Inclusive cortar as emendas parlamentares. Já que eles aprovaram, então têm de pagar um pouco também do aumento que estamos dando. Vamos cortar dos ministérios.

Em clima de despedida, Lula alegou que condicionou o aumento aos cortes para não deixar ?sinal de irresponsabilidade?.

- Estou deixando a presidência e quero entregar o país mais preparado do que encontrei para que esse país não sofra o retrocesso como historicamente sofremos.

Lula disse que em todos os Estados há obras do governo federal e suas parcerias. Ele afirmou que desde 1975 não havia investimento de infraestrutura no Brasil.

- Pode ficar certo que esse país, no mais tardar nos próximos dez anos, será quarta ou quinta economia do mundo. Nós vamos crescer e vamos crescer muito. E com responsabilidade e seriedade.

Na quinta-feira (17), o presidente Lula disse que o governo federal não dará mais reajustes salariais neste ano e criticou as propostas do Congresso Nacional que aumentam os gastos públicos.

Segundo Lula, as pessoas que estão disputando a eleição não podem perder o senso de responsabilidade

- Até porque o povo não vota em irresponsáveis.

Nesta sexta-feira, em clima de fim de governo e de campanha, o presidente ressaltou as parcerias que fez com os Estados e municípios, incluindo entre eles a construção da siderúrgica inaugurada nesta sexta, de capital totalmente privado ? R$ 14,176 (US$ 8,2 bilhões), maior investimento no país em 15 anos.

Fonte: R7, www.r7.com