Previsão do BC aponta PIB do Brasil com alta de apenas 2,79%

A previsão do BC ainda é menor que a do mercado.

O nível de atividade econômica do país avançou 2,79% em todo ano de 2011, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira (16) pelo Banco Central. O Índice de Atividade Econômica do BC, o IBC-Br, é um indicador criado para tentar antecipar o resultado do PIB pela autoridade monetária. Sem ajuste sazonal, o índice subiu 2,72%.



O valor estimado pelo Banco Central ficou um pouco abaixo da previsão do mercado financeiro, que espera um crescimento de 2,84% para o último ano, de acordo com estimativas coletadas na última semana pela autoridade monetária. O Ministério da Fazenda, por sua vez, prevê um crescimento pouco acima de 3% para 2011. O próprio BC previu, em dezembro, um crescimento maior, da ordem de 3% para 2011.

O resultado do PIB do último ano será divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) somente no começo de março. Em 2010, segundo o IBGE, a economia brasileira registrou um crescimento de 7,5%. Foi a maior taxa de expansão dos últimos anos, visto que, em 2009 e 2008, por exemplo, foi registrada uma retração do PIB de 0,6% e um crescimento de 5,2%. Em 2007, por sua vez, a expansão da economia somou 6,1%.

Fonte: G1