Primeiro trilionário pode surgir em 25 anos; veja os candidatos ao status

Segundo estimativas publicadas no site Business Insider, o primeiro trilionário pode emergir dentro de apenas 25 anos.

A palavra "trilionário" nem consta no dicionário, mas já está na ponta da língua de muitos economistas. Segundo estimativas publicadas no site Business Insider, o primeiro trilionário pode emergir dentro de apenas 25 anos.

Se as pessoas mais ricas do mundo continuarem a multiplicar suas fortunas em suas taxas atuais de crescimento a cada ano, impulsionadas pelo desenvolvimento de mercados emergentes como Índia e China, alguns super-ricos poderão alcançar o primeiro trilhão em 2039.

No topo da lista dos candidatos está o fundador da Microsoft, Bill Gates. O atual homem mais rico do mundo está cada vez mais perto de ser o primeiro a alcançar o status inédito de trilionário, já que sua fortuna foi avaliada pela Forbes em US$ 72 bilhões. Mas, na corrida "trilionária, também estão Carlos Slim, o magnata mexicano de telecomunicação, e o megainvestidor americano Warren Buffett.

Num futuro não tão distante

Especialistas do banco de investimentos Credit Suisse calculam não apenas um trilionário, mas 11 em apenas duas gerações. "Duas gerações à frente, as futuras taxas anuais de crescimento das atuais fortunas produzirão quase um bilhão de milionários, o equivalente a 20% do total da população adulta", prevê o banco em seu relatório anual sobre a riqueza global. "Se este cenário se tornar real, então ser bilionário será comum e não é provável que surja apenas um trilionário. Serão 11, de acordo com nossa melhor estimativa."

Um trilhão de dólares (ou US$ 1.000.000.000.000) é equivalente a US$ 140 para cada pessoa na terra. É dinheiro suficiente para comprar cada centímetro de propriedade no centro de Londres, a preços atuais, segundo o The Times.

A parcela das pessoas ricas nos Estados Unidos mais que triplicou desde que a lista da Forbes foi lançada, em 1982. Quando a revista americana começou a acompanhar o patrimônio dos 400 mais ricos, a "fortuna de corte" era de US$ 75 milhões. Agora, para estar na renomada lista é preciso ter, no mínimo, US$ 1 bilhão.

Fonte: UOL