Procon lista sites que devem ser evitados em fazer compras online

Procon lista sites que devem ser evitados em fazer compras online

A fundação diz que a principal queixa é a falta de entrega dos produtos comprados.

A lista de sites que devem ser evitados pelo consumidores ultrapassa 400 endereços, segundo o Procon-SP divulgou na sexta-feira (18). A fundação diz que a principal queixa é a falta de entrega dos produtos comprados.

"É importante que o consumidor evite os sites, pois é bem provável que não receberá seu produto e terá dificuldade em ser ressarcido futuramente", diz a entidade. A lista está disponível no site do Procon-SP.

A recomendação é que os clientes evitem comprar nas páginas listadas porque elas são alvo de reclamações, mas não reponderam ou não foram encontradas. "Esses fornecedores não são localizados, inclusive pelo rastreamento feito no banco de dados de órgãos como Junta Comercial, Receita Federal e Registro BR ? responsável pelo registro de domínios no Brasil", afima o Procon-SP.

Sem contato com as lojas, é impossível que seja tomada qualquer medida em relação à empresa e mesmo a abertura de processos administrativos.

O Procon-SP sugere que, antes de comprar, o consumidor busque informações a respeito da loja ou do fornecedor para não cair em "armadilhas".

Fonte: G1