Produção de perfume manipulado vira atividade lucrativa em THE

Produção de perfume manipulado vira atividade lucrativa em THE

Em Teresina está sendo registrado o aumento da procura pelos produtos das empresas de manipulação, como cosméticos, medicamentos e perfumes

Não é mais difícil encontrar empresas que fabricam produtos, como cosméticos, perfumes e remédios manipulados em Teresina. É só dar uma volta no centro da capital, para se perceber a quantidade de farmácias e empresas especializadas no assunto.


Produção de perfume vira atividade lucrativa em Teresina

A procura tem se intensificado bastante, principalmente por parte de quem não deseja gastar tanto, já que uma das vantagens deste tipo de produto é o preço menor em relação aos que são produzidos pelas fábricas tradicionais.

Tal mercado tem crescido muito nos últimos anos. Isso acontece porque as pessoas passaram a perceber as vantagens de comprar produtos manipulados, assim como os médicos, que segundo a farmacêutica de uma empresa de manipulação, Kamila Holanda, começaram a aceitar esses produtos e agora prescrevem com maior frequência para os pacientes. ?Agora os médicos confiam mais na manipulação, porque conhecem como é o o nosso trabalho?, falou.

Outro fator para o sucesso desses produtos é a personalização da encomenda. Quem deseja adquirir um remédio, perfume ou cosmético manipulado tem a vantagem de ter um produto que atenda as características individuais e na dosagem correta.

?Aqui temos uma adaptação da dosagem que se adapta ao paciente para atender todas as suas necessidades. Já no mercado, os produtos têm dosagens padrões, e se precisar mudar a dosagem, não vai ser possível?, explica a farmacêutica Kamila, acrescentando como é, basicamente, o processo de fabricação de remédios.

?A matéria-prima fica em quarentena, até que o pessoal do nosso controle libere para o uso, indo depois para o laboratório. Quando o paciente chega com a prescrição médica, ele entrega para o atendente e este entrega a receita para o farmacêutico para que ele analise tudo.

Caso haja alguma dúvida, ou problema, em relação à receita, ele liga direto para o médico para esclarecer. Depois de tudo resolvido, a ordem de produção vai para o laboratório. Depois de produzido, ele é conferido e entregue ao paciente este ganha orientações de como guardar e como usar?, explicou.

Produtos não têm gastos com pesquisas e patentes

O preço mais barato desss produtos garante uma grande procura pelos clientes. O motivo do baixo custo é que, segundo Kamila Holanda, por trás dos remédios e demais produtos manipulados, não há custos com propagandas, pesquisas, e apresentações da marca.

"Fazemos propagandas da nossa empresa, mas do nosso produto não, porque ele é individualizado para o nosso cliente, neste sentido, o custo com as embalagens, que também são personalizadas se torna mais baixo, diminuindo o preço final".

Ana Karina também informa que os produtos manipulados não têm gastos com pesquisas nem patentes. "Quando conseguimos manipular são só os produtos cujas patentes já saíram. Aqui no Brasil isso leva de cinco a dez anos".

As matérias-primas, de acordo com as farmacêuticas, são analisadas antes da compra e também passam por um controle de qualidade quando chegam na empresa para garantir que elas estejam realmente em boas condições de uso.

Os fornecedores dos polos de São Paulo e Anápolis são os mais procurados e possuem maior qualidade para atender as fábricas de manipulação. Em sua maioria os produtos são importados da Europa e da Ásia.

Matéria-prima vem dos Estados Unidos e Asia

O preço mais barato desss produtos garante uma grande procura pelos clientes. O motivo do baixo custo é que, segundo Kamila Holanda, por trás dos remédios e demais produtos manipulados, não há custos com propagandas, pesquisas, e apresentações da marca.

"Fazemos propagandas da nossa empresa, mas do nosso produto não, porque ele é individualizado para o nosso cliente, neste sentido, o custo com as embalagens, que também são personalizadas se torna mais baixo, diminuindo o preço final".

Ana Karina também informa que os produtos manipulados não têm gastos com pesquisas nem patentes. "Quando conseguimos manipular são só os produtos cujas patentes já saíram. Aqui no Brasil isso leva de cinco a dez anos".

As matérias-primas, de acordo com as farmacêuticas, são analisadas antes da compra e também passam por um controle de qualidade quando chegam na empresa para garantir que elas estejam realmente em boas condições de uso.

Os fornecedores dos polos de São Paulo e Anápolis são os mais procurados e possuem maior qualidade para atender as fábricas de manipulação. Em sua maioria os produtos são importados da Europa e da Ásia.

Fonte: Djalma Batista e FLÁVIA ARAÚJO