Produção de petróleo da Petrobras recua 2,3% em fevereiro 2013

Estatal também teve queda de produção em campos no exterior

A petrolífera estatal brasileira Petrobras disse que sua produção doméstica caiu em fevereiro para 1,92 milhão de barris de óleo equivalente por dia, uma queda de 2,3% em comparação à média de janeiro.

A companhia afirmou, em um comunicado divulgado na noite de quinta-feira (28), que a principal causa para o recuo foi a parada programada para manutenção em suas plataformas P-33, P-37, P-53 e P-54 na Bacia de Campos.

A queda na produção foi parcialmente compensada pela entrada em operação de três novas plataformas na Bacia de Santos, disse a estatal.

A produção brasileira de petróleo e gás tem sofrido nos últimos meses devido a um declínio na produção de campos maduros e ao fechamento de plataformas antigas para manutenção.

"Ano difícil"

Em fevereiro, ao detalhar o resultado da companhia do ano passado, a presidente da Petrobras, Graça Foster, afirmou que 2013 será um ano difícil para a empresa, e que a produção média deverá ficar no mesmo patamar de 2012 por conta de paradas programadas para manutenção das plataformas.

?Não temos condições de aumentar a produção nacional fisicamente. Vai ser um ano difícil para a produção de petróleo, que deve ficar em 2,022 milhões de barris por dia, a média de 2012, com variações em 2% para cima e para baixo. Se me perguntarem, digo que deve ficar em 2% negativo. A produção só vai começar a crescer no segundo semestre de 2013, com novas seis plataformas que estarão trabalhando ao longo do ano?, disse ela, na ocasião.

Em 2012, o lucro da Petrobras alcançou R$ 21,18 bilhões, uma queda de 36% em relação a 2011, enquanto a produção teve queda de 2% na mesma comparação

Preços defasados

Os três reajustes de preço do diesel, que somaram 16,1%, e os dois da gasolina, 14,9%, ocorridos nos últimos meses, não foram suficientes para eliminar as diferenças entre os preços domésticos e os internacionais, e prejudicam o desempenho da empresa no mercado.

?Os reajustes trarão para 2013 uma melhoria, mas não o conforto da paridade internacional. Nossa busca pela convergência com preços internacionais é permanente?, disse Graça Foster em fevereiro.

A executiva apontou ainda que com o crescimento do mercado acima do aumento da produção, causou uma maior importação de gasolina; já a maior carga nacional processada e a menor produção de petróleo impactaram a exportação em 2012. Com isso, o déficit comercial ficou em 231 mil barris por dia, o dobro do que foi registrado em 2011.

Gás

A produção de gás natural, por sua vez, alcançou 62,86 milhões de metros cúbicos por dia nos campos do país em fevereiro.

Com isso, a produção média de petróleo e gás natural no Brasil atingiu, em fevereiro, a média de 2 milhões 316 mil barris de óleo equivalente por dia (boed). "Incluída a parcela operada pela empresa para seus parceiros, o volume total produzido foi de 2 milhões 414 mil boe/d, indicando um decréscimo de 1,7%, na comparação com janeiro", diz a estatal em nota.

No exterior

A Petrobras também registrou queda de produção em seus campos no exterior. Lá fora, produção total no exterior foi de 241.863 barris de óleo equivalente por dia (boed), uma redução de 0,6% em relação a janeiro. Desse total, foram produzidos 149.078 barris diários de petróleo, mantendo a produção praticamente estável, com uma diminuição de 0,1% na comparação com o mês anterior.

A produção internacional de gás natural chegou a 15 milhões 764 mil metros cúbicos/dia, 1,4% abaixo do volume produzido em janeiro. A queda da produção decorreu da diminuição da demanda pelo gás boliviano.

Fonte: G1