Publicitária faz campanha com "pelados" e consegue emprego

Publicitária faz campanha com "pelados" e consegue emprego

Além das fotos dos amigos, Isa recebeu retratos de desconhecidos, brasileiros e estrangeiros.

Será que alguém ficaria pelado para conseguir um emprego? Ou melhor, será que uma pessoa ficaria pelada para outra conseguir um emprego? Cerca de 50 pessoas toparam esse desafio e ficaram nús para que a publicitária Isabella Gimenez, 24 anos, conseguisse uma vaga na agência de comunicação Naked (pelado, em português), em São Paulo. Para promover a sua causa, Isabella foi a primeira a se despir. Com a foto nua a publicitária criou um site com a campanha "eu fico pelado para a Isa ser Naked". O resultado foi positivo: ela passou a integrar o quadro de funcionários da empresa.

O site começou a funcionar as 18h da quarta-feira, dia 11, com a "solidariedade" de 12 amigos da publicitária, que tiraram a roupa em prol da causa. Em quatro dias o site teve 25 mil visualizações e foi compartilhado 2 mil vezes no Facebook. "Eu ficaria pelada por vocês", dizia uma placa que acompanha a publicitária pelada no site.

"Larguei meu emprego para trabalhar durante uma semana na Naked e gostei da agência, das pessoas, da proposta da empresa e tive a ideia de fazer essa campanha. O pessoal viu que era uma campanha bacana e apoiaram, que tem uma pegada fun (divertida) e não sensual. Deu tão certo que fui contratada", comenta.

Além das fotos dos amigos, Isa recebeu retratos de desconhecidos, brasileiros e estrangeiros, e até animais entraram na brincadeira (sem fotos comprometedoras). Na terça-feira, uma foto da diretoras de negócios e da diretora de criação da empresa (nuas) comprovaram o sucesso da empreitada e a publicitária foi contratada como redatora da agência. Segundo ela, mesmo sem o mote principal - sua contratação - o site continua no ar enquanto chegarem fotos daqueles que apoiam a causa.

Fonte: Terra