Receita dos serviços cresceu 9,3% em janeiro; PI foi uma das menores taxas

Segmento de serviços prestados às famílias teve alta de 12,1%

O setor de serviços brasileiro cresceu 9,3% em janeiro na comparação com o mesmo mês de 2013, segundo dados divulgados nesta terça-feira (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa é superior às registradas em dezembro e novembro, de 8,3% e 8,6%, respectivamente. Os serviços respondem por mais de 60% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

MT , PA e PI tiveram as as menores taxas de crescimento.

O segmento de serviços prestados às famílias teve alta de 12,1% em janeiro, com destaque para os serviços de alojamento e alimentação, com crescimento de 12,3%, e outros serviços prestados às famílias, com variação de 11,1%.

Os serviços de informação e comunicação cresceram 8,8%, superior às taxas de dezembro (6,6%) e novembro (7,0%). Já os serviços profissionais, administrativos e complementares tiveram alta de 9% em janeiro, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, contra 6,8% em dezembro e 9,4% em novembro.

Os serviços técnico-profissionais, que abrangem os serviços intensivos em conhecimento, cresceram 13,8% e os serviços administrativos e complementares, que abrangem os serviços intensivos em mão-de-obra, 7,3%.

Mostrou alta também, de 10%, o segmento de transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio. As maiores taxas de crescimento, nesse segmento, foram registradas no transporte aquaviário (19,5%) e no transporte aéreo (12,2%).

No corte regional, os dados do IBGE mostram que todos os estados tiveram alta no setor de serviços em janeiro, com destaque para o Distrito Federal (19,1%), Goiás (17,8%) e Paraíba (17%). Já as menores taxas de crescimento foram registradas em Mato Grosso (0,6%), Pará (1,4%) e Piauí (2,5%).

Fonte: G1