Receita quer receber 24 milhões de declarações do IR

Correção do limite mínimo retira 1,5 milhão de contribuintes da obrigação

A Receita Federal espera receber 24 milhões de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) em 2011, informou nesta segunda-feira (13) o supervisor nacional do IR do órgão, Joaquim Adir. Neste ano, cerca de 23,5 milhões de pessaos enviaram o documento.

Adir informou que a base de declarantes cresce por conta do aumento do emprego e da renda no país. Ele acrescentou que a base de declarações só não vai subir mais porque o órgão elevou o limite mínimo de renda para declarar para R$ 22.487,25 em 2011 (ano-base 2010), contra R$ 17.215,08 em 2010 (ano-base 2009).

Somente com esta medida, o Fisco está retirando 1,5 milhão de contribuintes da base de declarantes. O supervisor do IR explicou que a correção do limite mínimo contribui para retirar da base de declarantes aqueles contribuintes que acabavam ficando sem imposto a pagar ou sem restituições a receber.

"Em 2009 (declaração do ano-base 2008), havia 12 milhões de contribuintes sem imposto a pagar ou a restituir, volume que caiu para 10 milhões em 2010. Em 2011, queremos reduzir mais ainda esse universo de pessoas que não têm imposto a pagar ou a restituir, e que ficam com a obrigação de entregar a declaração de ajuste", afirmou Adir, da Receita Federal.

As regras do IR 2011 foram divulgadas nesta segunda-feira pela Receita Federal. O prazo de entrega da declaração do IR deste ano começa em 1º de março e vai até o dia 29 de abril. Quem perder o prazo está sujeito a uma multa mínima de R$ 165,74.

Fonte: Francisco Lima e Thays Teixeira