Receita Federal cobra R$ 3,758 bilhões da empresa de Eike Batista

Receita Federal cobra R$ 3,758 bilhões da empresa de Eike Batista

A companhia disse considerar "totalmente improcedentes as autuações recebidas"

A Receita Federal está cobrando R$ 3,758 bilhões da mineradora MMX, do empresário Eike Batista, por impostos e contribuições referentes a 2007 que a companhia teria deixado de pagar. A autuação foi informada pela própria MMX nesta terça-feira (8).

A companhia disse considerar "totalmente improcedentes as autuações recebidas" e acredita que elas serão rejeitadas após encaminhar recursos contra a punição.

Ainda de acordo com a companhia, os autos de infração se referem a cobrança de Imposto de Renda Pessoa Jurídica e de Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) sobre supostos ganhos de capital, que a MMX não reconhece.

A empresa afirmou em comunicado ao mercado que as autuações não devem gerar provisionamento contábil ("reserva" de recursos) para pagamento e nem devem acarretar em outras "consequências financeiras imediatas".

Às 10h05, as ações da MMX exibiam forte queda nos primeiros negócios, recuando mais de 3%, enquanto o Ibovespa mostrava valorização de 0,11%.

Fonte: G1