Receita Federal libera na segunda consulta ao 5º lote de restituição

Para o exercício de 2012, serão creditadas restituições para um total de 1,54 milhão de contribuintes, totalizando R$ 1,43 bilhão

A Receita Federal libera às 9h de segunda-feira (8) a consulta ao lote multiexercício do IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física), que diz respeito ao quinto lote do exercício de 2012, além dos pagamentos residuais de 2011, 2010, 2009 e 2008.

No total, serão 1,57 milhão de contribuintes beneficiados, totalizando R$ 1,5 bilhão. As restituições referentes a estes períodos serão creditadas, segundo a Receita, simultaneamente no dia 15 de outubro.

Para o exercício de 2012, serão creditadas restituições para um total de 1,54 milhão de contribuintes, totalizando R$ 1,43 bilhão, já acrescidos da taxa selic de 4,29 % (maio de 2012 a outubro de 2012). Estão incluídos 8.224 contribuintes beneficiados pelo Estatuto do Idoso de 2003.

Para o exercício de 2011, serão creditadas restituições para um total de 17.759 contribuintes, totalizando R$ 33,45 milhões, já acrescidos da taxa selic de 15,04 % (maio de 2011 a outubro de 2012).

Quanto ao lote residual do exercício de 2010, serão creditadas restituições para um total de 5.799 contribuintes, totalizando R$ 13,47 milhões, já acrescidos da taxa selic de 25,19% (maio de 2010 a outubro de 2012).

Com relação ao lote residual do exercício de 2009, serão creditadas restituições para um total de 4.196 contribuintes, totalizando R$ 8,63 milhões, já atualizados pela taxa selic de 33,65%, (período de maio de 2009 a outubro de 2012).

Referente ao lote residual de 2008, serão creditadas restituições para um total de 3.927 contribuintes, totalizando de R$ 6,56 milhões, já atualizados pela taxa selic de 45,72%, (período de maio de 2008 a outubro de 2012).

CONSULTA

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte pode acessar a página na Receita na internet ou entrar em contato pelo telefone 146.

A restituição ficará disponível no banco por um ano. Após este período, o valor deve ser resgatado por meio de formulário que deve ser preenchido no site, ou pelo e-CAC, página também do site da Receita destinada especificamente às operações de IR.

Caso o valor não seja creditado, a Receita informa que o contribuinte pode procurar diretamente o Banco do Brasil, nas agências ou pelo telefone, para agendar o pagamento em conta-corrente ou poupança pessoal.

Fonte: Folha.com