Rede inaugura loja de R$ 2,5 milhões em Teresina

A cidade de Teresina tem vários motivos que influenciam na atração de grandes redes de lojas de fora como a que se instalou recentemente no centro .

Com um cenário propício para novos investimentos, o Piauí destaca-se na abertura de portas para a instalação de novas empresas. Empreendedores nacionais têm apostado no estado como um lugar seguro para potencializar seus negócios. Com isso, o número de novas empresas vem crescendo a cada ano. Em Teresina, por exemplo, neste mês uma rede de lojas nacionais inaugurou sua filial, que contou com um investimento de R$ 2,5 milhões e com um mix de mais de 60 mil produtos.

O assessor técnico da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SEMDEC), Rômulo Rego, afirma que o trabalho da prefeitura aliado à economia da cidade aquece a vontade de abrir um negócio aqui. ?Temos uma economia em crescimento e a prefeitura trabalha para a área econômica. Já temos dois pólos industriais e muitos incentivos para as indústrias, sejam eles incentivos fiscais ou através de doação de terrenos, desde que se enquadrem nos padrões?.

Com Teresina em expansão, Rômulo também destaca que devido a isso, grandes empresas preferem outras que estejam em crescimento. ?Elas (grandes empresas) procuram lugares que não estejam tão cheios e que estejam crescendo, já que os grandes centros, onde elas já ocuparam grande parte, já estão saturados?.

Franquias não param de chegar a Teresina. De acordo com Rômulo Rego, a capital e outras cidades estão sempre no meio da procura dos grandes empreendimentos. ?Além do serviço, que não deixa de qualificar a cidade, muitas pessoas são atraídas pelos produtos novos que chegam aqui. E isso também ajuda muito na economia da cidade, já que ela aumenta?, falou o assessor técnico.

Rômulo ainda informa que as expectativas para 2013 são as melhores. ?Há um grande rol de processos de empresas que tem a intenção de se instalar aqui, principalmente no setor industrial que já tem muitos pleitos e sempre esta fazendo o que está dentro da lei para atrair mais empresa para cá?.

Além da capital, outros municípios, como Piripiri, Parnaíba, Bom Jesus, Floriano, Picos, Corrente e Uruçuí , vêm acompanhando ritmo parecido de crescimento por possuírem o PIB em ascensão, em especial pelo desenvolvimento do agronegócio e do crescimento das áreas de varejo, atacado e do setor de serviços, suportes importantes para que as grandes empresas no Estado cresçam e se fortaleçam na região.

Mais três lojas da rede serão abertas no Piauí

O diretor de operação de rede de lojas de departamento que instalou uma filial em Teresina neste mês, Antônio Sabak, disse que o investimento foi feito depois de um mapeamento em todo o Brasil. Segundo ele, o Piauí foi o nono estado escolhido para abrigar mais um empreendimento da rede pelas condições de crescimento que tem apresentado.

?O Nordeste aceita muito bem a nossa marca e convive bem com os nossos produtos, isso é o que nos motiva?, afirma o diretor, contando ainda que a capital foi escolhida devido o crescimento que registrou nos últimos anos. ?Teresina representa cerca de 40% do PIB (Produto Interno Bruto do Estado) do Piauí e nos últimos 15 anos cresceu bastante?. Estes motivos somados à boa economia e a grande população influenciaram a escolha da capital.

Para o estabelecimento da loja em Teresina foram investidos cerca de R$ 2,5 milhões. Os mais de 60 mil produtos que compõem as prateleiras são bem variados e contam com itens de utilidades para lar, brinquedos, decoração, papelaria, festas, bebê, armarinho, bomboniére, cama, mesa e banho.

Também preocupados em valorizar nossa cidade, os funcionários, de acordo com Antônio Sabak, são todos da região. ?Nossa proposta é 100% de valorização da casa. Todos os nossos colaboradores são de Teresina?, falou.

Quanto ao futuro, o diretor ressalta que mais lojas serão abertas no Estado. ?Pretendemos abrir mais duas lojas na cidade e mais uma na região. As expectativas é o fortalecimento da marca e nossa perspectiva para isso é muito grande. Nosso negócio é diferenciado e muito bem aceito?, enfatiza Antônio Sabak.

Fonte: DJALMA BATISTA E FLÁVIA ARAÚJO