Redução na Emissão de cheques sem fundo no Brasil

Redução na Emissão de cheques sem fundo no Brasil

O número de cheques devolvidos foi o menor em 13 anos, de acordo com o Serasa

O número de cheques devolvidos em fevereiro foi o menor em 13 anos, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. No mês passado, foram devolvidos 1,607 milhão de cheques emitidos no Brasil, o menor número absoluto desde março de 1997, quando 1,419 milhão de cheques voltaram por falta de fundos. No entanto, considerando o número de cheques devolvidos em relação ao total de compensados, a taxa de fevereiro manteve-se estável em relação à de janeiro, em 1,85%. É o patamar mais baixo em 17 meses, desde setembro de 2008.

A estabilidade da relação entre cheques compensados e devolvidos nos dois primeiros meses deste ano, apesar do menor número absoluto de fevereiro, é explicada pelo fato de que, no mês passado, também foram compensados 86,69 milhões de cheques, quase 4 milhões de cheques a menos que os 90,58 milhões de janeiro.

Segundo os economistas da Serasa Experian, a queda no número de cheques devolvidos é consequência do crescimento econômico, em especial o registrado a partir do segundo semestre de 2009. O aumento dos níveis de emprego e renda são fatores determinantes para a queda na inadimplência.

Pela segunda vez seguida em 2010, o Amapá lidera o ranking com o maior porcentual de cheques devolvidos, com 13,59%. Roraima (10,15%), Maranhão (9,31%) e Acre (8,29%) vieram em seguida. Também pela segunda vez no ano, São Paulo é o Estado com o menor porcentual, 1,41%, seguido pelo Rio de Janeiro (1,54%), Santa Catarina (1,62%) e Paraná (1,65%).

Fonte: Yahoo