Restaurantes de São Paulo já se preocupam com a escassez de água

A falta de água já começa atingir o setor gastronômico, restaurantes e lanchonetes buscam saídas para que o problema

Falta de chuvas pode atrapalhar rotina do setor gastronômico A escassez de água dos últimos meses tem prejudicado diversos setores, escolas de rede pública precisaram cancelar aulas, moradores de algumas regiões ficam dias sem água e dependem de carros pipa, outros compram galões de água para suprir as necessidades básicas. A falta de chuva tem agravado a situação, o reservatório da Cantareira que é responsável por abastecer 45% da região metropolitana de São Paulo esta com o nível de água extremamente baixo. A falta de água já começa atingir o setor gastronômico, restaurantes e lanchonetes buscam saídas para que o problema afete o mínimo possível os negócios. André Cotta, proprietário do restaurante e pizzaria Família Presto, localizado no bairro da Aclimação, tem receio de que a situação se agrave. ?Estamos refazendo as contas e analisando a possibilidade de colocarmos outra caixa d´água, além disso paramos de lavar o salão e investimos mais em produtos de limpeza já que passar pano no estabelecimento ficou mais constante, lavamos a cozinha com WAP de 15 em 15 dias, antes fazíamos isso uma vez por semana?, explica André. A Casa oferece almoço e jantar, o volume diário de pessoas no restaurante é cerca de 160 juntando os dois turnos. A possível falta de água assusta proprietário e funcionários, ?Estamos diminuindo o consumo o máximo que podemos e absorvendo esse custo extra, não pretendo repassar ao consumidor final este encargo, mas a situação é bem preocupante, espero não chegarmos ao ponto de parar ou diminuir as atividades como aconteceu com alguns estabelecimentos no litoral?, afirma o proprietário. Mudar os hábitos diários tem sido a saída encontrada pelo Família Presto para continuar oferecendo um ótimo trabalho aos seus clientes. Mas é preciso que todos façam sua parte para que não falte água para ninguém.

Fonte: EGO