Safra piauiense deve crescer 22,4% em 2015, aponta Cepro

A previsão é de colher 138.902 toneladas no ano de 2015.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apresentou, recentemente, o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) referente a março de 2015, com a previsão de novo recorde da safra agrícola do Piauí, dado que compõe, inclusive, o boletim analítico “Conjuntura Econômica Trimestral”, realizado pela Fundação Centro de Pesquisas Econômicas e Sociais do Piauí (Cepro). De acordo com os números, a safra deverá atingir 3.385.710 toneladas de grãos, o que corresponde a 22,4% de crescimento em relação à safra de 2014.

Image title

"As fortes variações observadas são explicadas pela decepcionante safra de 2014, que foi impactada pelo período de seca que obtivemos no estado no ano passado”, explica o economista e presidente da Cepro, Cezar Fortes. Segundo ele, as novas estimativas de produção de grãos no estado confirmam a crescente importância do cultivo de milho e soja em relação à produção total. “Enfatizo ainda que estas duas culturas já representam 92% do volume total de grãos produzidos no Piauí”, acrescenta.

A área plantada de grãos no Piauí ficará praticamente estagnada em 2015, segundo a análise dos economistas. Serão cultivados grãos em 1.370.609ha, contra 1.383..183ha realizados no ano de 2014, significando uma pequena redução de 0,9%. “Com relação aos dois cultivos mais significativos, destaque para o crescimento da área dedicada à soja (+6%) e a redução de 1,7% na relativa ao milho”, explica Cezar Fortes.

O arroz ocupa o terceiro lugar em volume produzido no setor agrícola do Piauí. Nesta safra, segundo o boletim, a queda da produção foi provocada pelo veranico, em janeiro deste ano, além da redução das áreas plantadas dos projetos agrícolas, em função da alternância das culturas. Há a previsão de colher 138.902 toneladas em 2015, queda de 3,7%, em relação ao ano anterior. A área plantada, segundo o levantamento do IBGE, será de 82.071 hectares, retração de 21,9%.

Já o feijão, apresenta estimativa de produção de 99.195 toneladas para 2015, crescendo 79,5% em relação à safra anterior, fortemente atingida pela seca de 2014, além do atraso na distribuição de sementes fora do calendário agrícola. Quanto à cultura do algodão, o economista explica que existe previsão de incremento na produção de 14,8% e na área plantada de 17,7%, tendo em vista a retomada das áreas trabalhadas nos Cerrados piauienses.

Conjuntura Econômica

O boletim analítico Conjuntura Econômica é um periódico organizado pela Fundação Cepro com o objetivo de promover o debate e a análise sobre a economia piauiense, bem como fornecer subsídios ao gestor público para tomada de decisões. A partir deste estudo, a Fundação leva aos pesquisadores uma análise de dez segmentos da economia piauiense, abordando uma visão macroeconômica e apontado os principais setores de crescimento do estado, tais como: Agricultura, Comércio Varejista, Serviços, Indústria, IPC, Comércio Exterior, Transporte Aéreo, Finanças Públicas (ICMS, FPE, IPVA), Previdência Social e Emprego Formal no Estado do Piauí.


Fonte: Ascom