Saiba escolher o ar-condicionado ideal para enfrentar o calor

Na hora de comprar, é fundamental observar o selo de eficiência de energia do Procel

Nos últimos dias, o calor até deu uma trégua. Mas, com a proximidade do fim do ano, as temperaturas deverão ficar cada vez mais altas. Para aliviar, nada melhor do que um bom ar-condicionado em casa. Para que o resultado seja o melhor, no entanto, é preciso escolher o aparelho ideal. E isso inclui calcular o tamanho do cômodo, o número de pessoas e a quantidade de aparelhos elétricos no ambiente (veja no quadro abaixo).

Nas lojas, há vários modelos de dois tipos: o tradicional aparelho de janela e o split, que vem atraindo mais interesse. A diferença de preço ? dependendo do modelo e da capacidade (medida por BTUs) ? nem é tão grande, já que o preço do aparelho de janela tem se mantido estável nos últimos anos e os splits têm ficado mais em conta. A diferença fica por conta da instalação do slipt, que é mais cara e pode custar cerca de R$ 500.

Na hora de comprar, é fundamental observar o selo de eficiência de energia do Procel. Se for "A", menor será o impacto na conta de luz. Para quem pensa que 220V é mais econômico do que 110V, uma informação: a diferença de voltagem não tem impacto na conta, diz o professor Nisio Brum, da Coppe.

Dois tipos e uma alternativa

Gerente da Engenharia de Serviços da Whirlpool Latin America, Renata Leão comenta as diferenças dos tipos de ar-condicionado:

? No modelo de janela, o compressor fica acoplado ao aparelho, o consumidor consegue instalá-lo e a temperatura é fria. O split tem o compressor separado da unidade interna, é mais silencioso e tem as opções de quente e frio. Uma coisa não muito positiva do split é que você precisa de um instalador. E é mais caro.

Uma opção mais em conta, mas que também refresca, é o climatizador que, por meio da circulação do ar e da evaporação da água, ajuda a amenizar o calor.

Fonte: Extra