Samsung tem lucro recorde de US$ 5,2 bi e fica em 1º lugar

Samsung tem lucro recorde de US$ 5,2 bi e fica em 1º lugar

Companhia superou líder Nokia e tem 30,6% do mercado

A Samsung teve um lucro recorde de US$ 5,2 bilhões no primeiro trimestre de 2012, superando a Nokia como maior vendedora de celulares do mundo com seus celulares Galaxy, e superando o iPhone da Apple na ponta mais alta do mercado.

A divisão de celulares do grupo sul-coreano despachou mais de 20 mil celulares Galaxy por hora no trimestre e contribuiu com a maior parte do lucro operacional da companhia.

O desempenho fez as ações da Samsung atingirem nível recorde, elevando o valor de mercado da companhia para US$ 190 bilhões, 11 vezes acima da rival japonesa Sony, mas ainda um terço do valor da Apple, empresa mais valiosa do mundo.

A Samsung vendeu 93,5 milhões de celulares no trimestre, mais de um em cada quatro vendidos, segundo a Strategy Analytics, superando a finlandesa Nokia que ocupava a primeira posição há 14 anos.

O total inclui 44,5 milhões de smartphones, o que deu à Samsung participação de 30,6% no segmento. As vendas da Apple somaram 35,1 milhões de iPhones, correspondentes a 24,1% de participação.

"O mercado de smartphones está sob risco de se tornar uma disputa entre apenas duas empresas", disse Neil Mawston, analista da Strategy Analytics.

A Nokia, que até o ano passado era líder em smartphones, sofreu uma acentuada queda de vendas desde que abandonou seu próprio sistema operacional, optando pelo Windows Phone. A companhia obteve vendas de apenas 12 milhões de smartphones no primeiro trimestre.

O lucro da divisão de celulares da Samsung no trimestre passado quase triplicou para 4,27 trilhões de wons (US$ 3,8 bilhões), representando 73% do lucro total do grupo. As margens operacionais subiram de 12% no trimestre anterior para 18,4%.

Enquanto isso, o lucro operacional da Samsung entre janeiro e março quase dobrou para 5,85 trilhões de wons, fazendo as ações da empresa atingirem nível recorde de 1,38 milhão de wons (US$ 1,2 mil).

Fonte: G1