Selo A do Inmetro ajuda consumidores a escolher os carros mais econômicos como o Renault Clio

Selo A do Inmetro ajuda consumidores a escolher os carros mais econômicos como o Renault Clio

Na hora da compra, é comum o consumidor selecionar aparelhos eletrônicos que possuem o selo "A" de eficiência energética do Inmetro.

Após uma grave crise no setor energético no ano de 2001, os brasileiros passaram a observar com mais cautela o consumo de energia de eletrodomésticos. Na hora da compra, é comum o consumidor selecionar aparelhos eletrônicos que possuem o selo "A" de eficiência energética do Inmetro.

Apesar da preocupação com a economia de energia em itens domésticos, algumas pessoas desconhecem que o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia - Inmetro também realiza avaliação semelhante nos veículos que circulam pelo país. O estudo é bastante importante, uma vez que, o alto preço dos combustíveis é uma queixa comum por parte dos motoristas.

Na sua mais recente análise acerca do consumo de combustível em automóveis, a entidade atestou que o Renault Clio é o carro mais econômico do país. O Instituto chegou a essa conclusão após testar 583 veículos de 36 montadoras, de diversas categorias e versões. Os veículos avaliados receberam notas que variam de A (mais econômico) a E (menos econômico).

O aposentado Antônio Alves conta que desconhecia a existência do selo do eficiência energética para carros. "Não sabia que os carros eram avaliados nesse quesito, porém no momento da compra a vendedora me explicou sobre o selo e vi que estava fazendo uma boa escolha. Como preço do combustível é alto, os compradores buscam veículos mais econômicos", relata o consumidor.

O modelo considerado mais econômico pelo Inmetro é o Renault Clio com tecnologia flex, que é capaz de rodar 9,5 km/l no ciclo urbano e 10,7 km/l na estrada, quando abastecido com etanol.

Fonte: Andréia Sousa