Serasa: Agravamento da crise reduz procura por crédito no país

A menor quantidade de dias úteis em setembro também influenciou, diz a empresa.

A procura dos consumidores por crédito diminuiu em setembro na comparação com agosto, segundo indicador da Serasa Experian divulgado nesta segunda-feira (10). A quantidade de pessoas que buscou crédito no mês caiu 10,7% em relação a agosto, segundo o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito. Em agosto, o indicador havia crescido 8%.



A pesquisa da Serasa é feita com base em uma " amostra significativa" de CPFs, consultados mensalmente na base de dados da Serasa Experian. "O agravamento da crise financeira internacional, gerando mais turbulências nos mercados, e os alertas das autoridades governamentais brasileiras de que o país não está imune ao quadro externo, afetou o apetite do brasileiro por crédito", afirmou a Serasa em comunicado. A menor quantidade de dias úteis em setembro também influenciou, diz a empresa.

Já na comparação com setembro do ano passado, houve aumento de 1,6%, menor taxa de expansão anual nos últimos 23 meses.

No ano, a busca do consumidor por crédito acumula expansão de 11,8% em relação ao período de janeiro a setembro do ano passado. A diminuição da procura por crédito em setembro foi observada em todas as faixas de renda pesquisadas pela Serasa, mas foi mais sentida nas classes mais baixas.

Consumidores que ganham até R$ 500 por mês registraram queda de 12,7% na busca por crédito; já entre os que ganham acima de R$ 10.000 por mês, a retração foi de 7,2%. "Este comportamento é natural pois quanto menor é a renda, menor é a probabilidade de existência de reservas financeiras para enfrentar períodos de turbulências", informa comunicado da Serasa.

Fonte: g