Supermercado eleva preço e perde 1° lugar na auditoria de preços do Jornal MN

Supermercado eleva preço e perde 1° lugar na auditoria de preços do Jornal MN

O Pão de Açúcar, que apareceu no segundo lugar na semana passada, reduziu os preços e garantiu a primeira colocação no ranking

Na checagem desta semana, o primeiro lugar, que há muitos dias era do Extra, agora é ocupado pelo Pão de Açúcar, demostrando que este supermercado baixou os seus preços durante esta semana e firmou-se como o estabelecimento mais barato para o consumidor. Na pesquisa, o Pão de Açúcar estava em segundo lugar com uma distância de R$ 11,91 da primeira colocação e agora obteve um total de R$ 181,10 e variação percentual de -3,27%, conquistando o topo do ranking.

Já o Carvalho está em segundo lugar com um total de R$ 191,11 e variação percentual de 0,84%. A diferença entre este supermercado e o primeiro colocado ficou no valor de R$ 10,01.

Enquanto isso, o Extra aparece no ranking desta auditoria ocupando a terceira posição com uma soma de R$ 191,89 para o total de produtos checados. Em relação à variação percentual de seus preços, o supermercado fechou a semana com um dos maiores aumentos de preços (4,23%), o que contribuiu para a perda do pódio.

Mantendo-se na quarta posição da checagem, o Hiper Bom Preço apresentou um total de R$ 204,17. Em relação à variação percentual, o estabelecimento alcançou o índice mais baixo de variação (0,02%). A diferença entre este supermercado e o Pão de Açúcar (primeiro colocado) ficou no valor de R$ 23,07.

ATACADOS - Nesta auditoria, todos atacadistas apresentaram variação no valor dos produtos pesquisados no início da semana. O Atacadão foi o estabelecimento que teve maior mudança nos valores dos preços checados. Ele teve soma total dos produtos de R$ 48,92 e uma variação de 6,21%, o que representa R$ 2,86 a mais que a soma dos mesmos itens pesquisados no início da semana. Mas mesmo assim ficou ainda com a terceira colocação.

O Maxxi foi o estabelecimento que apresentou menores preços dos produtos checados, com valor da soma dos produtos de R$ 46,88. Nesta auditoria, ele teve uma variação de preços de 0,71%, apenas R$ 0,33 a mais que a soma dos produtos na pesquisa.

O segundo lugar fiou com o Makro, que teve a soma de seus produtos no valor de R$ 47,66 e uma diminuição de R$ 1,15 (-2,36 %). Já o Carvalho Marcadão foi o estabelecimento que apresentou um valor mais elevado dos produtos na checagem. Assim, ele ficou com a quarta posição, ao obter um total de R$ 50,11 e uma variação de preços no valor de 1,05 %, que corresponde a R$ 0,51 a mais do que o valor encontrado na pesquisa.











Fonte: Aline Damasceno e Flávia Araújo