TAM e Gol aparecem em "ranking" de companhias menos seguras

O relatório do Jacdec afirma que 2012 ocorreram 496 mortes provocadas por acidentes aéreos, duas a menos que em 2011.

A TAM e a Gol aparecem entre as quatro companhias aéreas menos seguras do mundo, em 2012, em um ranking elaborado pela consultoria alemã Jet Airliner Crash Data Evaluation Center (Jacdec). A mais segura do mundo, segundo o levantamento, é a finlandesa Finnair.

O levantamento, feito com as 60 maiores empresas de aviação civil, leva em consideração os acidentes aéreos ocorridos desde 1983, a quilometragem já voada, passageiros que viajaram com a companhia e o número de mortes.

O resultado, porém, não considera casos em que a companhia aérea não teve responsabilidade pelo acidente. É o caso da Gol, por exemplo, cujo voo de Manaus a Brasília chocou-se, em 2006, com um jato executivo Embraer Legacy 600, pilotado por dois norte-americanos, matando 154 pessoas.

Procuradas, TAM e Gol disseram que quem se pronunciaria sobre o assunto seria a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) --que reúne, além das duas, Avianca e Azul/Trip.

Em nota, a associação afirma que o levantamento de maneira alguma reflete a situação atual de segurança das companhias aéreas. Diz ainda se tratar de um apanhado sobre acidentes.

"Esta entidade faz um levantamento do histórico de acidentes, considerando também o número de fatalidades envolvidas, e este índice realmente não avalia o nível atual de segurança de uma empresa aérea", diz, em nota, o diretor de Segurança e Operações de Voos da entidade, Ronaldo Jenkins. "O padrão utilizado não traduz a situação de segurança ou insegurança de uma empresa."

TAM e Gol melhoraram em relação a 2011

Segundo o estudo, TAM e a Gol ocupam a segunda e a quarta posição entre as empresas menos seguras de 2012, respectivamente. Em primeiro lugar, aparece a China Airlines e, em terceiro, a Air Índia.

As companhias brasileiras melhoraram uma posição em comparação com o ano anterior. No ranking de 2011, a TAM ocupava a primeira colocação, e a Gol, a terceira.

Segundo o estudo, a TAM, fundada em 1979, registrou seis grandes acidentes, desde 1983, que provocaram 336 mortes. O último acidente envolvendo a TAM ocorreu em 17 de julho de 2007, quando um Airbus A320, que vinha de Porto Alegre, não conseguiu parar após pousar na pista do aeroporto de Congonhas e se chocou contra um prédio da empresa, ao lado do aerporto. O acidente matou 187 pessoas.

A Gol, fundada em 2001, registrou um único acidente com mortes, em 29 de setembro de 2006, quando o avião que fazia o percurso de Manaus a Brasília chocou-se com o jato executivo Embraer Legacy 600. No acidente, morreram 154 pessoas.

O relatório do Jacdec afirma que 2012 ocorreram 496 mortes provocadas por acidentes aéreos, duas a menos que em 2011. O pior acidente do ano passado foi a queda de um avião da companhia Dana na Nigéria, que matou 169 pessoas.

2012 foi o ano mais seguro da história, rebate associação

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), a indústria do transporte aéreo teve, em 2012, seu ano mais seguro desde 1945, quando as estatísticas começaram a ser coletadas.

"Ambas as empresas citadas [TAM e Gol], além de seu histórico de 2007 até hoje sem acidentes, passaram recentemente por Auditoria de Segurança Operacional da Associação Internacional das Empresas Aéreas (IATA) e obtiveram o certificado IOSA, em sua plenitude", afirma a nota.

Fonte: UOL