Tamiflu não está mais sob controle; confira os preços

Tamiflu não está mais sob controle; confira os preços

A partir de agora o remédio usado no tratamento da gripe tipo A já pode ser comercializado nas farmácias da mesma forma que os demais medicamentos.

O Ministério da Saúde divulgou na última quarta-feira, dia 11, através de comunicado especial, que o medicamento Oseltamivir, mais conhecido como Tamiflu, não faz mais parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial.


Veja tabela de preços

O medicamento é usado no tratamento da gripe tipo A, e a partir de agora já pode ser comercializado nas farmácias de todo o país da mesma forma que os demais medicamentos com receita médica simples, sem a necessidade de controle especial em duas vias.

Devido à novidade da medida, ainda não é possível encontrar o remédio nas farmácias de Teresina, mas de acordo com o atendente Luís Airton Neiva, que trabalha em uma rede de farmácia local, o medicamento já está sendo pedido e, em breve, poderá ser encontrado nos estabelecimentos farmacêuticos da capital para o tratamento da gripe.

A determinação que possibilitou a retirada do Tamiflu da lista de medicamentos com venda controlada foi anunciada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e publicada no Diário Oficial da União.

A intenção é facilitar o acesso da população ao medicamento e reduzir as possibilidades de agravamento dos quadros de H1N1 em todo o país, faciitando o início mais rápido do tratamento.

A iniciativa reforça o Protocolo de Tratamento de Influenza, que teve início em 2011 e atualizou os profissionais de saúde quanto ao tratamento dos casos de gripe, ratificando junto aos médicos a prescrição e orientação para o acesso rápido ao antiviral Oseltamivir.

De acordo com os especialistas médicos, o tratamento com o Tamiflu deve ser iniciado o mais rápido possível, após os primeiros sintomas, sem aguardar resultados de laboratório ou sinais de agravamento, nas pessoas que apresentarem a Síndrome Gripal e que fazem parte ainda dos grupos vulneráveis para complicações - como gestantes, crianças pequenas, idosos, obesos e portadores de doenças crônicas.

Para os demais pacientes que apresentarem os sintomas da gripe mais comum e que não pertencem aos grupos de risco, o tratamento com o Tamiflu deve ser ministrado imediatamente caso haja sinais de agravamento, como falta de ar ou persistência da febre por mais de três dias.

O antiviral deve ser indicado nas primeiras 48 horas após o início da doença para que possa atingir sua eficácia máxima. Contudo, mesmo que esse período seja ultrapassado, o Ministério da Saúde, ainda assim, indica a prescrição do medicamento.

Todas as Secretarias Estaduais de Saúde receberam 418,8 mil caixas do remédio. Antes desta distribuição, no entanto, os Estados já estavam abastecidos do medicamento. Sendo que, cada caixa enviada para este fim possui 10 comprimidos, suficientes para um tratamento completo.

Nenhum dos 26 Estados e Distrito Federal apresenta carência do antiviral, que é oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) às pessoas que necessitam.

Em breve o remédio também estará disponível em todas as farmácias do Piauí por conta da resolução do Ministério da Saúde, que retirou o Oseltamivir da lista de substâncias sujeitas a controle especial.

Para retirar o antiviral Oseltamivir é necessário que o medicamento esteja na lista do Rename, que a receita tenha o nome do princípio ativo/denominação genérica e não o nome comercial do remédio, além de receita médica emitida pelos serviços públicos ou privados de saúde;

Na consulta semanal de preços realizada pela equipe do Jornal Meio Norte podemos conferir os valores cobrados nas principais redes de farmácias locais e aferir em qual delas é mais vantajoso adquirir alguns medicamentos.

Ocupando seguidamente a primeira colocação entre os estabelecimentos mais vantajosos para o consumidor, está a rede de Drogarias Globo, com total para os itens pesquisados de R$ 892,66.

Em segundo lugar tivemos as Drogarias Big Ben, com total de R$ 900,31. Já na última colocação, com um total maior para o preço dos itens pesquisados, está a rede de Farmácias Pague Menos, com R$ 914,29. A diferença do estabelecimento mais barato para o mais caro foi de R$ 21,63.

Fonte: Marcilany Rodrigues