Taxa de desemprego cai em outubro e é a menor em dez anos no Brasil

A taxa ficou em 5,3%, a melhor para o mês desde 2002.

A taxa de desemprego em outubro caiu para 5,3% em outubro, depois de ter registrado 5,4% em setembro, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira.

Trata-se do menor nível já registrado para o mês desde 2002, quando foi iniciada a série, assim como já registrado no mês anterior. Em outubro de 2011 a taxa foi de 5,8%.



Segundo o IBGE, a população desocupada ficou estável, em 1,3 milhão de pessoas, tanto na comparação com setembro como em relação a outubro de 2011.

A população ocupada subiu 0,9% frente a setembro, para 23,4 milhões de pessoas, registrando também alta de 3% na comparação com outubro de 2011, com a criação de 684 mil novos empregos.

O volume de trabalhadores com carteira assinada aumentou 3,2%, significando mais 356 mil postos de trabalho.

O rendimento médio do trabalhador ficou em R$ 1.787,70, contra R$ 1.771,20 em setembro, praticamente estável, segundo o IBGE.

Regionalmente, a taxa de desocupação subiu em Recife (5,7% para 6,7%), mas caiu em São Paulo (de 6,5% para 5,9%), ficando estável nas demais regiões. Já em relação a outubro de 2011 o desemprego recuou em Salvador (de 9,4% para 7%) e no Rio de Janeiro (de 5,7% para 4,6%).

Salvador foi a única das seis regiões pesquisadas pelo IBGE que apresentou queda de renda do trabalhador na comparação anual, da ordem de 6%, enquanto subiu 7,8% em Recife; 7,1% em Belo Horizonte; 6,9% em São Paulo; 6,6% em Porto Alegre e 2,1% no Rio de Janeiro.

Fonte: Folha