Taxa de desemprego é a menor para abril desde 2002, diz IBGE

Em relação a abril de 2010, houve queda de 10,1% no número de desocupadas.

A taxa de desocupação nas seis regiões metropolitanas avaliadas pela PME (Pesquisa Mensal de Emprego) foi de 6,4% em abril, de acordo dados divulgados nesta quinta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Esta é a menor taxa para um mês de abril desde 2002.

O número de desocupados é de 1,5 milhão de pessoas e ficou estável em relação ao mês de março (que registrou variação de 6,5%). A população ocupada (22,3 milhões) também permaneceu estável em comparação com março.

A PME é realizada nas regiões metropolitanas de Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

Em relação a abril de 2010, houve queda de 10,1% no número de desocupadas.

O número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado chegou a 10,8 milhões e não apresentou variação significativa em relação a março. Na comparação com abril de 2010, houve aumento de 6,8%, representando um adicional de 686 mil postos de trabalho com carteira assinada.

O rendimento médio real (desconta a inflação) dos ocupados foi de R$ 1.540 e representa um recuo de 1,8% na comparação com março, enquanto registra um aumento de 1,8% na comparação com abril do ano passado.

O nível da ocupação (proporção de pessoas ocupadas em relação às pessoas em idade economicamente ativa) estimado em abril foi de 53,4% no total das seis regiões. Na relação com março não houve variação, mas registrou elevação de 0,5 ponto percentual na comparação com abril do ano passado.

Regionalmente, na comparação mensal, todas as regiões mantiveram estabilidade nesse indicador. Frente a abril de 2010, ocorreu variação significativa apenas em Porto Alegre (alta de 2,6 pontos percentuais).

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br