Taxa de desemprego no Brasil é a 2ª menor da história, aponta IBGE

m relação à taxa verificada em novembro do ano passado (5,2%), também houve queda

O desemprego brasileiro caiu para 4,9% em novembro, ante 5,3% em outubro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira. Em relação à taxa verificada em novembro do ano passado (5,2%), também houve queda. A estimativa é a menor desde o início da série (em março de 2002) para o mês de novembro e a segunda menor da história, atrás apenas do resultado de dezembro de 2011 (4,7%)

Pesquisa da Reuters mostrou que, pela mediana das previsões de 29 analistas consultados, a taxa ficaria em 5,1% no mês passado. As estimativas variaram entre 4,8% e 5,5%.

Em novembro deste ano, o contingente de trabalhadores desocupados chegou a 1,2 milhão de pessoas, resultado 8% menor do que o de outubro. A Pesquisa Mensal de Emprego (PME) é feita nas regiões metropolitanas do Recife, de Salvador, de Belo Horizonte, do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Porto Alegre.

Assim como o IBGE, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socieconômicos (Dieese) e a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) divulgam dados mensais sobre o desemprego no País. Segundo a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), divulgada ontem pelas duas entidades, a taxa de desocupação caiu de 10,5%, em outubro, para 10%, em novembro.

As informações apresentadas nesses levantamentos costumam ser diferentes, devido aos conceitos e à metodologia usados. Entre as diferenças está o conjunto de regiões pesquisadas. A Pesquisa de Emprego e Desemprego não engloba o número de desempregados na região metropolitana do Rio de Janeiro. Já na pesquisa do IBGE não estão incluídas duas regiões que fazem parte do conjunto da PED: Fortaleza e o Distrito Federal.

Fonte: Terra