Taxa média de juros para pessoa física é o menor desde 1995

Das seis linhas de crédito pesquisadas, cinco tiveram redução nas taxas médias de juros no mês.

A taxa média de juros cobrada das pessoas físicas nas operações de crédito recuou de 6,75% ao mês em agosto para 6,69% em setembro, segundo levantamento da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac). A taxa do mês passado é a menor da série histórica da instituição, que tem início em 1995.



Das seis linhas de crédito pesquisadas, cinco tiveram redução nas taxas médias de juros no mês. No cheque especial, o juro médio cobrado pelos bancos recuou de 8,25% ao mês para 8,23%, a menor desde junho.

No crédito direto ao consumidor em bancos, para financiamento de automóveis, a taxa também atingiu o menor patamar da série histórica, ao recuar de 2,29% para 2,24%. Também atingiu mínima histórica o juro médio do empréstimo pessoal em financeiras, que recuou de 9,11% ao mês para 8,94%.

No comércio, o juro médio mensal foi reduzido de 5,60% para 5,54%, enquanto no empréstimo pessoal em bancos o recuo foi de 4,58% para 4,47%. A taxa média de juros do cartão de crédito foi a única a permanecer estável, em 10,69% ao mês.

Pessoa jurídica

Para as empresas, a taxa de juros também recuou em setembro, para 3,97%. Em agosto, o juro médio ficara em 3,99%.

Fonte: G1