Teresina vai gerar 5 mil novas vagas de emprego no mês de agosto

A nova unidade será inaugurada hoje, no bairro Dirceu I

Este mês Teresina ganhará mais cinco mil postos de trabalho com a inauguração de uma nova filial de empresa de call center, que já opera na cidade. A nova unidade será inaugurada hoje, no bairro Dirceu I

Este mês, Teresina ganhará mais cinco mil postos de trabalho com a inauguração de uma nova filial de empresa de call center, que já opera na cidade. Hoje (11), às 11h30, o prefeito Firmino Filho participa da inauguração da nova unidade da empresa, que fica localizada na Praça dos Correios, Dirceu I, zona Sudeste da cidade.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) informa que a política de incentivo de geração de emprego e renda da Prefeitura de Teresina criou 8.617 empregos celetistas para o acumulado de janeiro a dezembro de 2014, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados –CAGED. Desse total de empregos gerados na capital, o setor de call center foi o responsável pelo saldo de 5.291 postos de trabalho, sendo dois mil apenas dessa empresa.

“A abertura de uma nova filial da empresa, com a proposta de oferta de mais cinco mil vagas de trabalho, demonstra o aquecimento desse setor em Teresina e representa oportunidade de emprego principalmente para os jovens, que podem ingressar pela primeira vez no mercado e iniciar sua trajetória profissional”, afirma o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery.

Ele ressalta que a criação da lei municipal referente à política de benefícios e incentivos fiscais às empresas de call center e telemarketing, em 2013, tornou o mercado teresinense lucrativo para esse setor. “Com a legislação oportunizamos a abertura de empresas de call center e telemarketing na capital e transformamos o quadro econômico de Teresina. Agora mesmo, com a crise pela qual passa o país, com redução de oferta de empregos, nossa cidade está ampliando seus postos de trabalho e garantindo renda para a população. Essa renda, gerada pela empregabilidade no setor de call center, tem reflexos em todos os setores porque mantém o poder de compra dos trabalhadores e contribui para o desenvolvimento da cidade”, finalizou.

Fonte: Jornal Meio Norte