Tim divulga crescimento significativo em 2010; veja!

Com forte desempenho operacional e financeiro, TIM fecha 2010 com dez milhões de novos clientes e 110% no fluxo de caixa

Com forte desempenho operacional e financeiro, a TIM encerrou 2010 com crescimento significativo do EBITDA (+18,4%), que atingiu R$ 4,19 bilhões, estabelecendo margem EBITDA de 29%, contra 25,8% no ano anterior. O EBITDA do quarto trimestre de 2010 chegou a R$ 1,2 bilhão, aumento de 10,7% (ano a ano). A margem EBITDA atingiu 30,6% no quarto trimestre do ano passado, contra 30,4% no mesmo período de 2009. O EBIT avançou 136% no consolidado do ano e chegou a R$ 1,2 bilhão. No mesmo período a dívida líquida registrou queda de 42% em relação a 2009.

Segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a empresa bateu recorde de crescimento de base no mercado brasileiro de telefonia móvel em 2010, registrando 10 milhões de adições líquidas.

O número de clientes saltou para 51 milhões e a operadora fecha 2010 com 25,1% de market share, contra 23,6% em 2009. O lucro líquido ao final de 2010 atingiu R$ 2,2 bilhões, 176% acima dos R$ 801 milhões de 2009. O resultado líquido foi impactado por eventos extraordinários tanto em 2010 (credito fiscal de R$ 1,4 bilhão) quanto em 2009 (credito fiscal e ganho cambial da Intelig de R$ 617 milhões).

?A TIM termina 2010 com um forte avanço em todos os seus indicadores operacionais e financeiros. Nossa receita cresceu, nosso EBITDA subiu, nossa margem aumentou. Ao mesmo tempo, adicionamos à nossa base 10 milhões de novos clientes, atraídos pela inovação dos nossos planos, que oferecem mais valor aos usuários. A TIM liderou as adições líquidas de clientes consecutivamente nos últimos cinco meses do ano, e encerrou o período com avanço notável em seu market share. A TIM mostrou que é possível crescer de forma rentável no mercado brasileiro, mesmo com tanta competição e dinamismo. O ano de 2010 encerra o capítulo do turnaround da empresa, que ganhou musculatura nos dois últimos anos, possui uma estratégia clara, consistente e vencedora, e está pronta para seguir crescendo?, afirma Luca Luciani, presidente da TIM Brasil.

A evolução dos indicadores financeiros demonstra o êxito da estratégia comercial adotada pela TIM, focada em inovação e acompanhada de significativo investimento em rede, para ampliação da cobertura e fortalecimento da capacidade, gerando crescimento com rentabilidade. A receita líquida total do quarto trimestre foi de R$ 3,93 bilhões, alta de 9,9% em relação ao mesmo período de 2009. No consolidado do ano, a receita líquida cresceu 5,2%, atingindo R$ 14,46 bilhões. A receita líquida de serviços fechou o trimestre em R$ 3,63 bilhões, crescimento de 6% (ano a ano) e, em 2010, atingiu R$ 13,57 bilhões, 6,1% a mais se comparada a 2009.

Atividade Comercial

Uma das razões para esse desempenho foi a continuidade do incentivo ao uso massivo de voz e dados com os planos Liberty e Infinity. Como reflexo do estímulo à utilização dos serviços de voz, motivado pelo conceito inovador de tarifação por chamada, o MOU (Minutos por Usuário) atingiu 129 minutos no quarto trimestre, alta de 30% na comparação ano a ano, quando era de 99 minutos.

Um dos destaques da operadora no segundo semestre foi o lançamento do Infinity Web, plano que oferece internet móvel a R$ 0,50 por dia, valor inferior ao cobrado por hora em lan houses. Lançado em setembro de 2010, cresceu sua base agressivamente, fechando o ano com 8,3 milhões de usuários. Os números só reforçam a nova aposta da TIM: o segmento de dados.

Uma outra conquista foi o aumento da receita bruta de VAS, que cresceu 31,4% do quarto trimestre de 2009 para o quarto trimestre 2010, chegando a R$ 642 milhões. ?Sabemos que o brasileiro é apaixonado por internet: ele tem fome de dados. Lançamos, em setembro, o Infinity Web, apostando na criação de um plano de dados acessível, socialmente inclusivo. Nossa proposta é seguir o mesmo conceito que adotamos para os planos de voz, levando em conta o potencial de compra da nova classe C.

O Infinity Web oferece navegação o dia inteiro pelo celular, por apenas R$ 0,50. Esse movimento no segmento de dados marca mais um passo rumo à consolidação da TIM no setor. Em 2010, intensificamos a estratégia comercial, seguimos com a renovação do portfólio e a ampliação das ofertas, que se tornaram diferenciais competitivos da empresa. Foi um percurso difícil, mas os resultados comprovam nosso êxito.

A valorização das ações demonstra isto. O reposicionamento da empresa em áreas chave como qualidade, inovação, imagem vem produzindo valor para os acionistas, dobrando a geração de caixa, o lucro líquido e o dividendo ?, diz Luca Luciani.

Investimento em Rede

Grande parte do investimento do ano, de R$ 2,84 bilhões (seguindo o novo padrão contábil, o IFRS), foi destinado à expansão da capacidade 2G e no aumento da capilaridade da rede 3G, que suportam o forte aumento do tráfego e garantem alto padrão de qualidade. Pelo décimo mês consecutivo, a TIM alcançou, em dezembro, 100% das metas de qualidade de rede estabelecidas pela Anatel, refletindo o comprometimento da operadora com a qualidade dos serviços.

A integração da TIM com a Intelig foi consolidada em 2010 e a empresa fechou o ano com resultado expressivo e alinhado com o projeto de relançamento da companhia. Além do benefício no custo graças às sinergias de rede, a receita bruta da operação fixa totalizou R$ 358 milhões no quarto trimestre de 2010, alta superior a 30% em relação ao quarto trimestre de 2009. Sustentabilidade Pelo terceiro ano consecutivo, a TIM foi incluída, em 2010, na carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da BM&FBOVESPA, e passou a integrar o Índice de Carbono Eficiente (ICO2), igualmente da BM&FBOVESPA. A operadora também participa do Pacto Global da ONU. Perspectivas 2011 Para manter o crescimento com rentabilidade, TIM continuará com investimentos crescentes que podem alcançar cerca de R$ 3 bilhões em 2011. A empresa manterá o foco na ampliação da base de usuários, aceleração da migração fixo-móvel (?falar mais?) e no rápido crescimento no segmento de dados (?internet para todos?), continuando o trabalho de fortalecimento da rede. Soma-se a isso a ampliação da cobertura, mantendo a qualidade dos serviços. ?O cliente percebe a TIM como uma empresa dinâmica, inovadora. Nossa visão é oferecer tudo (voz, dados, mensagens etc.) para todos. Ao atrair novos usuários com nossos planos acessíveis, que permitem que as pessoas falem mais por menos, e ao entregar serviços de qualidade, reforçamos não só essa percepção como consolidamos o conceito de comunidade da nossa base.

O usuário entendeu que pertencer a esta comunidade de 51 milhões de pessoas é vantajoso, por isto a perspectiva é de que ela siga crescendo, oferecendo mais consumo de voz e dados para todos. Cada vez mais vamos investir em qualidade e inovação para continuar a crescer de forma rentável, aumentando a base e a margem. Temos como desafio explorar as oportunidades ainda existentes em voz, acelerando a substituição fixo-móvel, e ser ainda mais agressivos na penetração do mercado de dados, que está entre as nossas prioridades. E contamos ao nosso favor com um fato incontestável: nas telecomunicações, o futuro está no móvel?, finaliza Luca Luciani.

Fonte: Assessoria