TIM nega risco de instabilidade da rede por causa de promoção

12 milhões consumidores serão afetados pela decisão da Anatel, diz. Agência suspendeu oferta da TIM por temer piora na qualidade do serviço

A operadora TIM afirmou nesta sexta-feira (16) que "não existe qualquer potencial de instabilidade" de sua rede e que cerca de 12 milhões consumidores finais serão afetados pela decisão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) de suspender a promoção "Infinity Day".

A autarquia publicou nesta sexta-feira no "Diário Oficial da União" a suspensão da comercialização do pacote promocional, que cobra do usuário um valor fixo por dia para chamadas dentro da rede TIM. A Anatel teme que a oferta leve a um aumento de tráfego que a rede de telefonia da operadora não teria condições de suportar e provoque queda na qualidade do serviço para os clientes.

A medida é mais um revés para a empresa do grupo Telecom Italia, que teve sua imagem abalada nos últimos meses após uma suspensão das vendas móveis em julho e de acusações de que derrubava certas chamadas para forçar usuários a realizarem novas ligações - tendo em vista que cobra um valor fixo por ligação.

A oferta da TIM, valída para 18 áreas, permite aos usuários fazer ligações ilimitadas entre números da operadora pagando R$ 0,50 por dia para chamadas locais. Para chamadas de longa distâncias são cobrados outros R$ 0,50, totalizando a cobrança de R$ 1 por dia caso o consumidor faça os dois tipos de ligação.

A operadora ressalta que o plano de melhoria aprovado pela Anatel em agosto já previa a nova promoção. "A TIM adotou a decisão de lançá-la por prazo inicial determinado de 2 meses em parcelas do território nacional (18 áreas selecionadas), que representam cerca de 20% do universo de nossos usuários, em locais onde existem oportunidades de crescimento e infraestrutura com grande capacidade", diz.

Na nota, a TIM ressalta que "a capacidade de rede nas 18 áreas selecionadas é superior no mínimo em 30% ao tráfego projetado".

De acordo com a empresa, a suspensão imposta pela Anatel não teria levado em conta "alguns fatores" que a empresa julgou relevantes. Entre eles, os testes realizados no Rio Grande do Sul, com a mesma promoção, com preço menor "sem causar, ainda segundo a empresa, "qualquer instabilidade na rede".

"As demais operadoras de telefonia móvel já oferecem atualmente promoções regionais muito mais agressivas de Infinity Day e continuam sua comercialização normalmente, sem que tenham havido suspensões para avaliação de "potencial" impacto na rede", acrescentou a TIM, no comunicado divulgado à imprensa.

Fonte: G1