Vale demitirá cerca de 300 funcionários

Empresa informou que vão retornar ao trabalho a partir do dia 1º de junho 1.300 pessoas que estavam em licença remunerada

A mineradora Vale decidiu demitir aproximadamente 300 pessoas em mais um ajuste do número de funcionários em meio à demanda menor por seus produtos no mercado global, informou a companhia nesta sexta-feira.

Segundo a empresa, foi realizado um acordo com vários sindicatos para possibilitar o desligamento de funcionários que já estão aposentados, mas continuam trabalhando, ou de trabalhadores que já possuem condições de se aposentar.

Ao mesmo tempo, a empresa informou que vão retornar ao trabalho a partir do dia 1º de junho 1.300 pessoas que estavam em licença remunerada.

A empresa disse que precisou fazer ajustes em sua estrutura devido ao retorno dos operários que estavam em licença remunerada, já que a demanda por minério de ferro e outros metais ainda não voltou para níveis favoráveis.

Assim, optou pelo desligamento de trabalhadores que já possuem alguma renda ou estão aptos a obterem benefícios de aposentadoria, seja do sistema oficial ou do fundo de pensão da empresa, o Valia.

Os cortes irão ocorrer em várias unidades da empresa no Brasil, mas a Vale não informou quais. Os demitidos terão direito a um pacote de desligamento que inclui quatro salários e seis meses de plano de saúde.

Este é o terceiro corte de funcionários realizado pela Vale desde o início da crise econômica global.

No fim do ano passado a empresa demitiu 1.300 pessoas. Nesse ano foram dispensados mais 900 trabalhadores na unidade de níquel sediada no Canadá, a Vale Inco.

Além disso, milhares de funcionários foram colocados em licença remunerada, com parte deles já tendo retornado ao trabalho.

A Vale mantém atualmente 62 mil funcionários em todo o mundo, 47 mil deles no Brasil.

Fonte: Terra, www.terra.com.br