Valor médio de refeição fora de casa foi de R$ 21,11

Aumento de preços dos alimentos refletiu sobre valores cobrados

O valor médio nacional da refeição fora de casa, composta por prato principal, bebida não alcoólica, sobremesa e cafezinho, foi de R$ 21,11 em 2010, conforme aponta pesquisa da Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador (Assert) divulgada nesta terça-feira (15).

Segundo a associação, o aumento nos preços dos alimentos ao longo de 2010 teve reflexo direto sobre o valor cobrado pelas refeições nas principais capitais brasileiras.

A pesquisa foi realizada entre os dias 22 de novembro e 6 de dezembro de 2010 e envolveu uma amostra de 3.256 entrevistas com proprietários ou responsáveis por informações sobre preços.

Em 2009, o preço médio fora de R$ 18,20. No entanto, de acordo com a associação, houve algumas mudanças na realização da pesquisa em 2010.

Para o presidente da Assert, Artur Almeida, o aquecimento da economia brasileira resultou no aumento da demanda por refeições fora de casa. Aliado a isso está o aumento nos preços de Itens considerados fundamentais na composição de uma refeição, como feijão (51,49%) e carne (29,64%).

"A pesquisa Assert reflete os mesmos aumentos registrados pelo IPCA [Índice de Preços ao Consumidor Amplo] do IBGE, indicador oficial de preços, usado pelo governo federal para definir as metas de inflação. Enquanto o cômputo geral do IPCA foi de 5,9% nos 12 meses de 2010, a refeição fora do domicílio (um dos itens que compõe o índice) subiu 10,34%", disse a associação por meio de nota.

Segundo a pesquisa, os preços médios mais altos de refeições foram encontrados nas regiões Sudeste, cujo preço médio foi de R$ 22,19, e Centro-Oeste, de R$ 21,21. Em 2009, em ambas as regiões, os valores haviam sido de R$ 19,10.

Por meio de nota, a associação informa que a pesquisa serve como instrumento para estabelecer um parâmetro para a atualização dos valores do benefício refeição pago aos trabalhadores.

"Esse valor varia conforme a região em que atuam e as exigências de qualidade alimentar do PAT ? Programa de Alimentação do Trabalhador instituído no Brasil em 1976 e que, neste ano, completa 35 anos em vigor. Hoje, o preço médio dos vouchers no país está em R$ 10", diz.

Fonte: g1, www.g1.com.br