Varejo teve queda de desempenho no ano de 2009

O desempenho foi o menor desde 2004

O movimento do comércio varejista nacional cresceu 5,8% em 2009 - o menor percentual desde 2004, em grande parte por causa da retração nas vendas provocada pela crise econômica mundial -, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade de Comércio.

O segmento de móveis, eletrodomésticos e informática registrou elevação de 12,8%. Os setores de tecidos, vestuário, calçados e assessórios e de veículos, motos e peças cresceram 7,9%. Tiveram queda as áreas de combustíveis e lubrificantes (-2,0%) e material de construção (-13,7%).

Segundo a Serasa Experian, o bom desempenho do comércio no segundo semestre de 2009 não foi suficiente para recuperar as perdas decorrentes dos efeitos da crise econômica internacional.

Em dezembro, a taxa do movimento do comércio vajerista cresceu 2,4%, em comparação a novembro. Esse resultado foi puxado pelo setor de móveis, eletroeletrônicos e informática, que teve alta de 3,3% ante o mês anterior. Também colaboraram com o desempenho do mês passado os segmentos de veículos, motos e peças (2,8%) e material de construção (2,9%).

Comparado ao mês de dezembro de 2008, o crescimento do varejo no mês passado foi de 10,8%. Os destaques foram os segmentos de veículos, motos e peças (+ 22,9%; tecidos, vestuário, calçados e assessórios (+ 22,2%); e móveis, eletroeletrônicos e informática (+ 20,6%).

Fonte: R7, www.r7.com