Venda de celular que aceita mais de um chip dispara no Brasil

Esses aparelhos representaram 17% das vendas de celulares no país.

As fabricantes de celulares estão conseguindo vencer a resistência das operadoras para abastecer o mercado brasileiro com modelos que aceitam mais de um chip e funcionam com mais de uma linha simultaneamente.



Antes, as teles, que têm altas tarifas de interconexão --taxa cobrada em chamadas entre celulares de operadoras concorrentes--, não queriam estimular o crescimento desses aparelhos.

A resistência ruiu no ano passado com a expansão do mercado paralelo, abastecido por modelos chineses de até quatro chips, que entravam no país irregularmente.

Resultado: em 2011 esses aparelhos representaram 17% das vendas de celulares no país, que foram de 57 milhões de unidades, segundo a Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica). No ano anterior, o número foi de 2,3%. Os dados são de um levantamento da consultoria alemã GfK.

Fonte: Folha.com