Venda de imóveis residenciais novos em SP tem queda de 6% em maio

As vendas de imóveis residenciais novos na capital paulista totalizaram 3.278 unidades em maio, queda de 6% na comparação com abril.

As vendas de imóveis residenciais novos na capital paulista totalizaram 3.278 unidades em maio, queda de 6% na comparação com abril, mas 20,2% superior ao comercializado no mesmo mês do ano passado, de acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira (18) pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação de São Paulo).

Confira também

Petrolífera de Eike vai mal? Veja quem faliu

Neymar fatura milhões com cuecas e fotos

Casa sem água e luz custa R$ 674 mil

As vendas em maio foram as mais altas no mês desde 2009. No acumulado dos primeiros cinco meses de 2013, as vendas totalizaram 13.628 unidades, 34,5% mais que no mesmo período de 2013.

Os lançamentos de novos projetos somaram 2.372 unidades em maio, redução de 12,7% ante abril, e leve alta de 0,8% ante o mesmo mês de 2012, segundo levantamento feito pela Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio) para o Secovi-SP.

No acumulado dos primeiros cinco meses de 2013, os lançamentos somaram 10.409 unidades, aumento de 35,7% em relação ao mesmo período de 2012.

Na avaliação do sindicato, o comportamento de vendas e de lançamentos residenciais na cidade de São Paulo neste ano tem demonstrado consistência e tendência de crescimento.

? Considerando-se que, tradicionalmente, a comercialização de imóveis aumenta no segundo semestre, as perspectivas para o ano seriam positivas.

A comercialização de imóveis em maio movimentou R$ 1,78 bilhão, o que representa leve queda 0,7% ante abril, considerando dados atualizados pela variação do INCC.

O indicador de vendas sobre oferta (total de unidades vendidas dentre o total ofertado) acumulado de 12 meses ficou em 62,7%. O indicador superou maio de 2012 (61,4%) e abril deste ano (61,2%). Segundo o Secovi-SP, este é o melhor desempenho observado desde setembro de 2011, quando o indicador registrou a marca de 64,4%.

Os imóveis de dois dormitórios tiveram participação de 47,4% nas vendas de maio, o equivalente a 1.555 unidades. Em seguida, aparecem as moradias de apenas um quarto, com fatia de 27,4% do total de vendas.

Fonte: r7