Venda no varejo cresce 0,2% no mês de fevereiro, afirma IBGE

Venda no varejo cresce 0,2% no mês de fevereiro, afirma IBGE

No acumulado do primeiro bimestre de 2014, foi registrado crescimento de 7,4% sobre o mesmo período de 2013.

As vendas do comércio varejista brasileiro cresceram 0,2% em fevereiro em relação a janeiro, considerados os ajustes sazonais, divulgou nesta terça-feira (15) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta ocorreu tanto para o volume de vendas quanto para a receita nominal.

No caso do volume, foi registrado crescimento pelo segundo mês seguido, mas a alta de fevereiro é inferior à de 0,4% registrada em janeiro sobre dezembro. Sobre o mesmo mês do ano passado, contudo, a alta do volume em fevereiro foi de 8,5% ? a maior desde novembro de 2012.

No acumulado do primeiro bimestre de 2014, foi registrado crescimento de 7,4% sobre o mesmo período de 2013. Nos últimos 12 meses encerrados em fevereiro, a alta é de 5%.

Comércio varejista ampliado

No caso do comércio varejista ampliado, que inclui o varejo e as atividades de veículos, motos, partes e peças e também de material de construção, foi registrada em fevereiro queda de 1,6% no volume de vendas e de 0,8% na receita nominal, ambas com ajuste sazonal, comparadas com janeiro de 2014.

Os aumentos foram de 6,5% no acumulado do ano e de 3,9% nos últimos 12 meses para o volume de vendas, e de 11,5% e 9,4% para a receita nominal, diz o IBGE.

Atividades

Quatro das dez atividades pesquisadas registraram em fevereiro crescimento no volume de vendas sobre janeiro, com ajuste sazonal. Duas ficaram estáveis e o restante apresentou taxas negativas.

Entre os destaques de altas, está o setor de equipamentos e material para escritório, informática e comunicação, que cresceu 9%. Material de construção apresentou variação de 2,2% e combustíveis e lubrificantes, de 1,6%. A categoria outros artigos de uso pessoal e doméstico variou 0,5%. Registraram estabilidade as atividades de móveis e eletrodomésticos e de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos.

Com relação às quedas, a maior delas foi registrada no setor de veículos e motos, partes e peças, com 7,6%. O grupo hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo registrou leve baixa, de 0,3%; enquanto o de tecidos, vestuário e calçados caiu 0,5%. Livros, jornais, revistas e papelaria apresentou queda de 3,4%.

Já na comparação com fevereiro de 2013, das oito atividades do varejo apenas o segmento de livros, jornais, revistas e papelaria obteve resultado negativo no volume de vendas, de 4,2%.

Alagoas tem maior alta

O volume de vendas do varejo cresceu em todas as 27 unidades da federação na comparação com o mesmo mês de 2013. Os destaques foram: Alagoas (18,1%), Tocantins (16,3%), Maranhão (15,9%), Bahia (15,7%) e Acre (15,6%), segundo o IBGE.

Fonte: G1