Vendas no varejo têm oitava alta mensal no ano, diz dados da PMC

Vendas no varejo têm oitava alta mensal no ano, diz dados da PMC

Dados foram divulgados pela Pesquisa Mensal do Comércio nesta quinta-feira (12).

O volume de vendas no varejo variou 0,2% em outubro, na comparação com setembro. Este foi o oitavo resultado positivo consecutivo.

Já a receita nominal de vendas variou 0,7% no período e vem crescendo desde junho de 2012. Os dados da PMC (Pesquisa Mensal de Comércio) foram divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatística) nesta quinta-feira (12).

Ante outubro de 2012, o volume de vendas cresceu 5,3%, uma alta de 4% este ano.

Setores

Na análise dos diversos segmentos, a estabilidade do emprego e a alta dos salários puxaram o avanço de 3,3%, na comparação outubro 2013/2012, no volume de vendas do segmento de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo.

A atividade de outros artigos de uso pessoal e doméstico, que engloba lojas de departamentos, ótica, joalheria, artigos esportivos, brinquedos e etc, cresceu 11,9% no período. O Dia das Crianças contribuiu para este resultado.

Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria acumularam alta de 9,7% nos oito meses deste ano. Já o segmento de combustíveis e lubrificantes cresceu 6,1% em volume de vendas em outubro deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Minha Casa Melhor

Estimulada pelo programa Minha Casa Melhor, implantado em julho de 2013 em que os beneficiários do Minha Casa Minha Vida têm até R$ 5 mil para mobiliar a casa, a atividade de Móveis e eletrodomésticos teve um crescimento de 5,4% nos oito meses deste ano.

Quanto às vendas no segmento material de construção que já acumulam alta de 7,2% no ano, o resultado é influenciado pelos incentivos fiscais do governo através da redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados).

Desempenho regional

Em relação às unidades da federação, apenas Roraima apresentou queda de 1,08% na comparação com outubro do ano passado. Já o desempenho positivo foi registrado em Alagoas (12,0%); Rio Grande do Norte (10,1%); Maranhão (10,1%); Paraíba (9,0%) e Paraná (9,0%).

Fonte: R7, www.r7.com