Walmart aposta na redução de preços para ganhar mercado.Veja!

Quer alavancar as vendas e expandir participação de mercado; a rede é a terceira no ranking do país

O Walmart anunciou nesta quarta-feira um novo modelo comercial no Brasil, no qual se compromete em oferecer produtos com preços reduzidos diariamente. Com isso, quer alavancar as vendas e expandir participação de mercado. Atualmente a rede é a terceira no ranking no país.

A ideia é substituir ofertas pontuais por produtos com preços mais baixos. Segundo o presidente da rede, Marcos Samaha, a partir da noite de hoje as reduções começam a ser feitas.

O corte de preços irá variar entre 5% e 20%. Não foi informada a queda média.

"Estamos estruturando o modelo há nove meses. Vamos ganhar com um volume maior de vendas e o consumidor não terá mais que fazer compras em dias específicos. Queremos alinhar nossa posição com a dos Estados Unidos". A empresa norte-americana tem como slogan "Save Money. Live Better" (em português, "Economize. Viva melhor).

Os hipermercados da rede (Walmart, Big e Hiper Bompreço) serão fechados amanhã de manhã e reabrirão ao meio dia com 2.000 produtos até 20% mais baratos. O projeto também será implantado nos supermercados da varejista (Bompreço, Nacional e Mercadorama).

A rede irá manter ainda a campanha em que cobre o preço de produtos mais baixos de concorrentes no caixa.

De acordo com o presidente da rede, nas próximas semanas haverá novas reduções de preço, "até que as lojas tenham todos os itens com preços mais baixos". Segundo ele, não é possível estabelecer um prazo único para que isso ocorra porque elas têm tamanhos diferentes, mas será feito ainda neste primeiro semestre.

Samaha afirmou ainda que o novo modelo foi possível por meio de renegociação de contratos com fornecedores e aumento da eficiência, com redução de custos.

Sobre o desempenho da rede em 2010, o executivo afirma que, assim como a economia brasileira, as vendas cresceram "de uma forma que nos deixou contentes". De acordo com ele, Brasil e a China são os mercados emergentes mais estratégicos para o Walmart neste momento, sendo a maior operação no México.

Fonte: AFP