Zona do euro tem deflação recorde de -0,7%

Preços ao consumidor tiveram queda anual de 0,7% em julho

 A queda dos preços ao consumidor na zona zona euro (16 países) foi mais importante do que a prevista, ao nível recorde de -0,7% em ritmo anual, anunciou nesta sexta-feira (14) a Agência Europeia de Estatísticas, Eurostat.

O nível não tem precedentes desde a criação da zona euro em 1999 e, inclusive, desde o início da elaboração das estatísticas na região, em 1996. Na primeira estimativa do fim de julho, a Eurostat calculou queda de 0,6%, após uma baixa de 0,1% em junho, quando a zona euro registrou a primeira taxa de inflação negativa desde sua criação. Na comparação com junho, a eurozona teve deflação de 0,7% em julho. No conjunto da União Europeia (UE) os preços ao consumidor aumentaram 0,2% em ritmo anual, mas caíram 0,5% na comparação mensal.

Em julho, as menores taxas anuais foram registrads na Irlanda (-2.6%), Bélgica (-1.7%) e Luxemburgo (-1.5%). Já as taxas mais altas foram verificadas na Romênia (5.0%), Hungria (4.9%) e Polônia (4.5%).

Fonte: g1, www.g1.com.br