Educação e drogas ocupam o mesmo espaço em Teresina

Nas redondezas de 51% das escolas públicas de Teresina ocorre o consumo de drogas

Dados levantados por meio de questionário da Prova Brasil 2011, aplicado às instituições de ensino de todo o país, apontam que, em Teresina, ocorre consumo de drogas nas redondezas de 51% das escolas da rede pública de ensino.

As informações foram, recentemente, publicadas no site QEdu, que presta informações sobre a qualidade do aprendizado em cada escola, município e Estado do Brasil.

Ainda de acordo com os dados, em 3% dos casos há tráfico de drogas dentro da própria escola, sendo que em 10% das unidades escolares o tráfico ocorre nas proximidades. Em ambos os casos, o agente causador é interno, ou seja, faz parte da instituição. Em 8% das escolas públicas ocorre o consumo de drogas dentro da própria escola.

Para o vereador e delegado da Polícia Civil, Samuel Silveira (PMDB), que atuou à frente da Delegacia Especializada em Repressão e Prevenção a Entorpecentes (Depre) ? dentre diversos fatores sociais que levam o jovem estudante a consumir a droga, inclusive na própria escola, estão a falta de informação e a ausência de discussão profunda sobre o tema dentro do ambiente escolar.

?A educação é o melhor caminho. É preciso que o poder público municipal e estadual reforce políticas públicas nos três eixos de combate às drogas: prevenção, repressão e reinserção social. Não há fórmula mágica e nem pronta, é preciso integrar os sistemas e aperfeiçoá-los cada vez mais?, ressalta.

Fonte: Aline Damasceno