Educação municipal: Greve de servidores chega ao 10º dia

Os servidores realizaram manifestos em frente à Prefeitura Municipal de Teresina.

A greve dos servidores da Rede Municipal de Ensino chega hoje ao décimo dia. A categoria decidiu ontem (14), durante assembleia geral, continuar a paralisação até haver avanço nas negociações com o governo municipal.

Os servidores realizaram, ontem, após a assembleia geral, manifestos em frente à Prefeitura Municipal de Teresina e seguiram em caminhada até a Avenida Frei Serafim.

De acordo com dados do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina (Sindserm), 80% das escolas de Teresina estão paradas.

“Tem gente dizendo que a categoria não está em greve, mas está aí a nossa paralisação. Praticamente todas as escolas estão paradas, totalizando 80% delas, dentre as quais estão os maiores colégios da cidade, com o maior número de alunos”, disse o diretor intersindical do Sindserm, Francisco José da Silva.

A categoria decidiu cruzar os braços a partir do primeiro dia de aula do ano letivo, segundo Francisco, porque não houve avanço nas negociações entre os servidores e a prefeitura.

“Ontem nós nos reunimos com o secretário de Educação, Paulo Machado, mas não houve nenhum avanço. Ele não nos fez nenhuma contraproposta e marcou outra reunião para o dia 23 deste mês. Segundo ele, só haverá negociação quando nós formarmos uma comissão de negociação. Mas já fizemos isso quando ele pediu a primeira vez, antes de iniciarmos a paralisação, mas não houve avanço nas negociações”, pontuou.

A categoria reivindica o cumprimento da lei que institui o piso salarial nacional para os professores, que deveria estar em vigor desde o mês de janeiro deste ano; as eleições para escolha de diretor para todas as escolas e Centros Municipais de Educação Infantil; Correção do Plano de Cargos, Carreiras e Salários, conforme legislação federal, dentre outras.

Fonte: Pollyanna Carvalho