"Sensação de dever cumprido", diz Edvaldo Moura

"Sensação de dever cumprido", diz Edvaldo Moura

O presidente deixa o cargo com boa aceitação da população durante sua administração do Tribunal de Justiça

O presidente do Tribunal de Justiça, Edvaldo Moura, chega ao fim de sua gestão na presidência no dia 31 do mês de Maio. O presidente deixa o cargo com boa aceitação da população durante sua administração, o desembargador foi referência na Justiça Itinerante e na busca da solução pela descentralização dos cartórios de Teresina.

O meionorte.com conversou com o desembargador na tarde dessa sexta (18) e soube a sensação que está sentido de deixar a presidência do TJ. ?Eu estou com a sensação de dever cumprido no fim da minha missão no Judiciário. E mais contente ainda por está deixando uma gestão equilibrada para o meu sucessor ?, afirmou Edvaldo Moura.

Durante a gestão do desembargador a Justiça Itinerante foi referência, com cerca de 1.057 casos julgados, atendendo aos cidadãos carentes de Teresina. A duplicação de 09 para 19 cartórios no município marcou a gestão do desembargador. Assim como a criação de fóruns espalhados pelo Piauí.

Fonte: Waldelúcio Barbosa