"Ela queria ser estuprada", diz vereador sobre denúncia de abuso

Evangelista disse que não houve a intenção de ofender

A declaração de um vereador durante uma reunião da Câmara Municipal de Viçosa, em Minas Gerais, causou polêmica. Uma estudante da UFV (Universidade Federal de Viçosa), participou do Tribuna Livre, espaço que os moradores têm para fazer reivindicações.

Image title

A universitária, que faz parte de um movimento feminista, denunciou casos de assédio e violência contra a mulher em uma festa realizada no início do mês na cidade. Depois do depoimento da jovem, o vereador Helder Evangelista (PHS) viu alguns vídeos que foram mostrados e fez um comentário.

—  O vídeo que eu vi a cidadã não estava se importando não, acho que ela queria realmente ser estuprada.

Após a declaração, movimentos feministas fizeram um protesto na porta da Câmara. Por meio da assessoria de imprensa da Casa, o vereador lamentou o ocorrido e a maneira como ele se expressou.

O parlamentar disse que não houve a intenção de ofender ou agredir qualquer movimento, gênero ou a estudante que estava na reunião. Ele afirmou, entretanto, ter "suas convicções".

Fonte: Com informações do R7