""Ele abriu os olhos"", diz amigo de cinegrafista que caiu com helicóptero da Record

""Ele abriu os olhos"", diz amigo de cinegrafista que caiu com helicóptero da Record

O cinegrafista teve contusão no tórax, com fraturas de costelas, vértebras lombares

O cinegrafista Alexandre Moura, de 36 anos, sobrevivente da queda de um helicóptero da TV Record no dia 10, em São Paulo, e que está internado em coma induzido em um hospital, abriu os olhos. Segundo informou ao G1 nesta quinta-feira (18) o amigo da vítima, o autônomo Maurício Souza, o funcionário da emissora apresenta sinais de melhora. Moura está internado no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul.

?Ele abriu os olhos. Eu o vi abrir os olhos na quarta [17]. Não foi um abrir os olhos consciente. Ele abriu e fechou os olhos. Ainda não tem prazo para voltar à consciência dele. Os médicos me disseram que teve uma desaceleração muito forte. O helicóptero estava numa velocidade e bateu no chão. Foi como levar um soco no boxe e cair?, disse Souza, por telefone.

O G1 procurou a assessoria de imprensa do Einstein para comentar o assunto, mas até às 11h50 ninguém havia retornado os recados deixados pela reportagem.

O cinegrafista sobrevoava a região do Morumbi com o piloto Rafael Delgado Sobrinho, de 45 anos, quando a aeronave sofreu uma pane e caiu no gramado do Jockey Club. Delgado Sobrinho morreu na hora. As causas do acidente são apuradas pela Aeronáutica e Polícia Civil.

Ainda, de acordo com Souza, Moura irá passar por duas cirurgias nesta quinta. A primeira será uma traqueostomia e a outra uma reconstrução dos ossos da face.

?A traqueotomia vai ajudá-lo a respirar melhor. Vão abrir um furo na garganta dele porque ele está entubado?, disse o amigo do cinegrafista. ?A família pede que as pessoas façam corrente positiva e orem para ele se recuperar mais rápido?.

O cinegrafista teve contusão no tórax, com fraturas de costelas, vértebras lombares, de maxilar, trauma abdominal, além de trauma cranioencefálico com hemorragia cerebral.

A aeronave caiu por volta das 7h20 do dia 10. Ela teria dado seis giros até perder completamente a altitude e cair. A TV Record emitiu nota em que lamenta o acidente e informa que está prestando toda assistência às famílias das vítimas. A emissora disse ainda que está colaborando com as autoridades que apuram as circunstâncias da queda.

Fonte: g1, www.g1.com.br